27.1.18

GRUPO NO WHATSAPP DO SITE TRIBUNA DA IMPRENSA SINDICAL É ATACADO POR CIBERCRIMINOSOS FASCISTAS

DANIEL MAZOLA -


Nossa força e credibilidade incomodam muito. Apenas 4 dias após lançarmos no WhatsApp o grupo oficial do site TRIBUNA DA IMPRENSA Sindical, sofremos uma invasão de hackers. O ataque teve início durante a madrugada de hoje (27), os invasores não esconderam suas posições políticas, pelo contrário, os ‘bolsonetes’, misóginos, racistas, homofóbicos, nazistas, enrustidos, vomitaram todo tipo de palavrões e ameaças. Durante os poucos minutos de bagunça e agressões fizeram questão de afirmar apoio ao deputado federal Jair Bolsonaro.

Como sempre, recorremos ao nosso especialista em informática, Tony Kalil, que me acompanha desde o lançamento do site em dezembro de 2013 - e já nos salvou de outros ataques ao site -, ele explicou que esse tipo de invasão (via WhatsApp) normalmente acontece no momento que se faz o download de imagem compartilhada. Essa imagem, que pode ser enviada via grupo ou mensagem particular, possui um código malicioso (documento HTML). Assim que a imagem com malware é baixada, o invasor ganha acesso ao armazenamento interno dos arquivos dos aplicativos mensageiros. Mas não podemos descartar outras formas de invasão utilizadas por esses cibercriminosos.

Na verdade, ataques desse naipe apenas nos fortalecem, ninguém ataca cachorro morto, é a certeza que estamos no caminho certo, não iremos desistir jamais. Seguiremos sempre obedecendo à regra de que jornalista tem de estar sempre na oposição, revelando erros para que os “governos” possam de fato ser chamados de governos. Jornalista que só faz aplaudir o governo e criticar a oposição deveria mudar de ramo, como recomendava Millôr Fernandes, ir trabalhar em secos e molhados, porque não é jornalista de fato.

Nossa audiência (pode ser facilmente visualizada no site, quase 10 milhões de visualizações) é uma das maiores da internet em termos de blogs e sites independentes. Durante o primeiro ano, operamos sem o menor problema, porque o índice de leitura era pequeno. Mas quando chegamos à média de hoje, 12 mil acessos diretos por dia, com picos que chegam a 30 mil acessos, sem contar a leitura por redes sociais, republicações e troca de e-mails, a coisa se complicou. Já estamos acostumados aos ataques, por vezes fomos tirados do ar, matérias foram abduzidas sem a menor explicação. Os piratas tecnológicos não nos desestimularão jamais, pelo contrário, cada vez que sofremos esse tipo de ataque (censura) virtual, ficamos mais fortes e cientes de nossa responsabilidade, jornalismo tem lado.

Os brasileiros anseiam por jornalismo independente do grande capital, coisa rara nos dias de hoje, seguiremos ao lado do Movimento Sindical, em defesa das demandas sociais, contra os grandes monopólios imperialistas que controlam ramos fundamentais da economia brasileira, contra a agenda neoliberal desse desgoverno vende-pátria que vem promovendo e aprofundando a entrega total do país a preço de banana. Seguiremos alertando que só haverá democracia real no Brasil com projeto de Nação Socialista. Queremos a suspensão do pagamento da dívida pública e taxação das grandes fortunas!

Iremos a Delegacia de Repressão a Crimes de Informática (DRCI) registrar o ocorrido às autoridades, assim poderão analisar e informar a origem do ataque. Logo vamos superar mais esse problema, força e apoio não nos faltam, relançaremos em breve nosso grupo de debates no WhatsApp, e vamos em frente, com o apoio de vocês.

Obrigado leitores e amigos da TRIBUNA DA IMPRENSA Sindical!