16.1.18

POVO ESCRAVO, CONFINADO E REFÉM DA AGIOTAGEM PÚBLICA E PRIVADA

ROBERTO M. PINHO -


O povo brasileiro vive confinado há anos. Submisso a uma ordem republicana, que foi montada para atender uma casta de políticos e atores do judiciário, acumpliciados com empresários e banqueiros. Todos são personagens nos elenco de crimes praticados, apontados, conforme milhares de publicações nos meios de comunicações e dos processos que tramitam nessa nefasta justiça tupiniquim.

É UMA COMUNIDADE ESCRAVA, refém da agiotagem pública e privada. Tudo se pratica a luz do dia sem que ninguém defenda o cidadão. E quando procura o judiciário, é rechaçado com uma sentença de extinção por “mero aborrecimento”.

Leia mais na COLUNA