19.2.18

1- INTERVENÇÃO: RIO NÃO ESTÁ ENTRE AS 30 CIDADES MAIS VIOLENTAS DO BRASIL, SEGUNDO O IPEA; 2- SEGURANÇAS DA LIGA DAS ESCOLAS DE SAMBA MANDAM RETIRAR FAIXA DE “FORA TEMER” [VÍDEO]

REDAÇÃO -



Em junho, a Exame publicou um estudo sobre as 30 cidades mais violentas do Brasil. O Rio não aparece entre elas. Altamira, no Pará, lidera o ranking formulado pelo Instituto de Pesquisas Econômicas Aplicadas (Ipea) e pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública, com dados de 2015.

O cenário retratado pelo estudo, segundo os autores da pesquisa, acabou evoluindo para a crise de segurança pública que estremeceu o país no início do ano. De acordo com o estudo, essa crise é resultado direto da incapacidade dos governos em planejar, propor e executar políticas minimamente efetivas para a área.

Em 2015, 59.080 morreram vítimas de homicídios no Brasil — o que equivale a 28,9 mortes a cada 100 mil habitantes. Isso significa que, a cada três semanas, 3,4 mil pessoas foram assassinadas no Brasil – um número maior do que a quantidade de mortos nos 498 ataques terroristas que aconteceram nos cinco primeiros meses de 2017.

A taxa mostra uma nova acomodação nos níveis de homicídios no país, que passaram da faixa de 48 mil a 50 mil até 2007 para um novo nível de 59 mil a 60 mil em 2015. No geral, houve uma redução no número de assassinatos na região Sudeste, uma estabilização no Sul, e, por outro lado, um grande crescimento nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste.

Desta vez, além da publicação do estudo, o Ipea anunciou o lançamento do site  Atlas da Violência, que vai trazer dados e estatísticas sobre violência urbana no país. O  índice do Ipea leva em conta a taxa de homicídios mais o número de Mortes Violentas com Causa Indeterminada. (…)
(via DCM)

***
Seguranças da Liga das Escolas de Samba mandam retirar faixa de “Fora Temer”