9.2.18

1- MARINHO QUER ARQUIVAR PROPOSIÇÕES QUE VERSAM SOBRE CONTRIBUIÇÃO SINDICAL; 2- LÍDER INDÍGENA SÔNIA GUAJAJARA PODE SER VICE NA CHAPA DE GUILHERME BOULOS PELO PSOL

REDAÇÃO -

O mercado não está para brincadeira. Depois de aprovar a Reforma Trabalhista (Lei 13.467/17) e de piorá-la ainda mais por meio da MP 808/17, agora não querem permitir nenhum debate no Congresso sobre o financiamento sindical.


O requerimento do deputado Ropegério Marinho (PSDB-RN) é explícito e interdita o debate em torno de quaisquer “proposições que visam alterar a Reforma Trabalhista e a Lei de Terceirização”. É o que propõe Marinho (PSDB-RN), que foi relator da Reforma Trabalhista, com o Requerimento 7.805/17.

O requerimento foi deferido parcialmente pela Mesa da Câmara, de acordo com o artigo 164 do Regimento Interno da Casa, e agora 145 projetos de lei ordinária que tramitam na Câmara sobre o tema e 1 projeto de lei complementar (PLP 150/15), seguirão ao arquivo. Entre esses está o PL 6.706/09 (PLS 177/07), do senador Paulo Paim (PT-RS), que proibe a dispensa do empregado que concorre a vaga de membro do Conselho Fiscal de sindicato ou associação profissional.

Vai ser aberto prazo de 5 sessões, a partir desta sexta-feira (9), para apresentação de recurso contra esta decisão da Mesa Diretora. (via DIAP)

***
Líder indígena Sônia Guajajara pode ser vice na chapa de Guilherme Boulos pelo PSOL

Informação do site Brasil 247.

O líder do MTST, Guilherme Boulos, deve ser mesmo candidato a presidente pelo PSOL, numa chapa que pode ter a líder indígena Sônia Guajajara, de 42 anos, como vice.

Formada em Letras e em Enfermagem, ela fez sucesso no último Rock in Rio discursando no show de Alicia Keys.