8.2.18

AÇÕES DA FIST EM DEFESA DA VIDA E CONTRA A REFORMA PREVIDENCIÁRIA [VÍDEO]

DANIEL MAZOLA -


A Frente Internacionalista dos Sem-Teto (FIST) esteve presente na mobilização contra a reforma da Previdência que ocupou as dependências internas do aeroporto Santos Dumont no Rio de Janeiro, no início da manhã dessa segunda-feira (5). Coordenado pelo movimento Frente Rio, a mobilização teve como objetivo principal pressionar parlamentares a votarem contra a proposta do governo que visa liquidar com a Previdência Social.


Segundo informações da FIST, ao menos 50 pessoas participaram do ato, “nosso objetivo não é atrapalhar o fluxo do aeroporto, o local foi escolhido para que os passageiros que voltam a Brasília levem também essa mensagem aos deputados e assim possam pressionar para que não sejam coniventes com o desmonte das garantias sociais. A FIST atua sempre em defesa das diversas demandas sociais e prioritariamente pela reforma urbana”, alertou André de Paula, advogado da FIST e membro da Anistia Internacional.


Durante a atividade, foram distribuídos panfletos e adesivos, também havia um carro de som que tocou uma marchinha de Carnaval contra a reforma circulando nos arredores do Santos Dumont. “Estamos aqui para convencer os deputados indecisos a votarem contra o texto da reforma, e também para informar a população. Planejamos grandes atos dentro dos blocos de Carnaval. Queremos aproveitar que as pessoas estão nas ruas para mobilizar o maior número de pessoas contra essa reforma”, explicou José Carlos Arruda, coordenador da Frente Rio/SindJustiça.

O movimento Frente Rio surgiu em 25 de janeiro, após a reunião de mais de cem grupos sociais. Atualmente, o grupo é composto por 60 entidades, entre sindicatos e movimentos sociais, tem como objetivo a luta contra o texto da reforma da Previdência.

***
FIST paralisa Av. Brasil


Funcionários das obras do BRT Transoeste com apoio da Frente Internacionalista dos Sem-Teto (FIST) interditaram por volta das 7h da manhã desta quarta-feira (7) os dois sentidos da Avenida Brasil, altura de Ramos, perto da saída da Ilha do Governador, zona norte do Rio de Janeiro. O protesto ocorreu em função do atraso no pagamento de salários.

Foram bloqueadas as pistas da principal ligação da zona portuária com bairros das zonas norte e oeste. Os manifestantes se concentraram no acesso ao Viaduto Brigadeiro Trompovski, um dos acesos à Linha Vermelha e ao Aeroporto Internacional do Galeão (Tom Jobim). (com informações da FIST e Rio247).