16.2.18

CONTRA A REFORMA DO ‘VAMPIRO NEOLIBERAL’ AÇÕES DA FIST CHEGAM AO SAMBÓDROMO

DANIEL MAZOLA -


A apuração das notas do carnaval 2018 do Rio de Janeiro, na tarde desta quarta-feira (14), apesar da mídia capitalista não mencionar, contou com a presença de diversos militantes da Frente Internacionalista dos Sem-Teto (FIST) e do Sindicato dos Servidores do Judiciário do RJ (SindJustiça). O objetivo principal da manifestação foi pressionar contra a proposta do governo que visa privatizar e liquidar com a Previdência Social.

O protesto fez parte da agenda de lutas do movimento Frente Rio. O coletivo surgiu em janeiro, é composto por 60 entidades entre sindicatos e movimentos sociais, tem como objetivo a luta contra o texto da reforma da Previdência. Segundo informações da FIST, a manifestação ocorreu nas arquibancadas da Praça da Apoteose, o calor era escaldante, além do foco principal que é barrar a “reforma” do ‘vampiro neoliberal’ Temer, os ativistas ovacionaram a Campeã do Povo, Acadêmicos do Tuiuti, e não faltou um estrondoso ‘Fora Globo’.

A militância viu o momento em que a Beija-Flor foi anunciada como campeã oficial do carnaval. O enredo abordou as mazelas sociais brasileiras: corrupção, desigualdade, violência, intolerâncias de gênero, racial, religiosa e até esportiva formaram o cenário de "Brasil monstruoso". Mas 2018 fica marcado como o ano onde a maior festa popular do país teve uma campeã do povo no quesito protesto e ousadia. O desfile-denúncia da Tuiuti foi tão impactante que se tornou o assunto mais comentado no Twitter Brasil, e o segundo no mundo na última segunda-feira (12).

Segundo o advogado da FIST e membro da Anistia Internacional, André de Paula, “na próxima segunda-feira (19) a FIST participa do calendário de atividades para o ‘Dia Nacional de Luta’, contra a reforma da Previdência. Começaremos os trabalhos às 5h em atividade nos Aeroportos; 6h – Panfletagem nas Barcas, Praça XV e Central do Brasil; 16h – Concentração do Ato na Candelária; 18h – Passeata rumo à Cinelândia. Todos e todas da FIST contribuiremos para um grande dia de lutas e mobilizações!”.

O governo Temer está acuado, a mobilização nacional para derrotar a Reforma da Previdência cresce a cada dia. Segunda-feira (19) é dia de protestos, com ou sem intervenção federal no estado do Rio de Janeiro, outra manobra desesperada para buscar apoio. O ‘Dia Nacional de Luta’ precisa deixar claro aos deputados que, quem votar essa deforma não volta para o Congresso após as eleições. Não é hora de cair na conversa da anunciada derrota do governo federal na Câmara, isso é para desmobilizar, precisamos liquidar esse projeto nefasto que acaba com a aposentadoria, ou seremos liquidados.