17.2.18

ENREDO DE UMA ESCOLA DE SAMBA CONTINUA A INCOMODAR OS GOLPISTAS

MÁRIO AUGUSTO JAKOBSKIND -


Um dia depois de serem conhecidos os resultados do desfile das principais Escolas de Samba do Rio de Janeiro, um dos colunistas de sempre de O Globo destilou ódio contra a Paraíso do Tuiuti. O referido, que nem vale a pena citar o nome, na verdade interpretou a posição da família Marinho.

O colunista de sempre demonstrou inclusive que não entendeu a voz do povo interpretada no enredo que colocava em questão se de fato a Lei Áurea acabou com a escravidão no Brasil e avançou no tempo para apresentar os dias atuais em que uma patota de figuras marcadas, não só pelo lesa pátria Michel Temer, leva adiante um projeto nocivo ao povo brasileiro. E Temer, bem como os demais integrantes do governo e da bancada que o apóia no Congresso são os responsáveis pelo atual estado de coisas.

O referido escriba global criticou duramente a Escola porque não mencionou o triplex do Guarujá, pertencente não a Lula, mas a empreiteira OAS, e também ignorou o PT e assim sucessivamente. E de quebra ainda questionou o fato de a Escola apenas mencionar os grupos de incautos que se posicionaram contra os apoiadores da Fiesp, deixando de lado os que apoiaram Dilma Rousseff.

Com isso o analista global de plantão demonstrou concretamente que desconhece profundamente o povo. É claro, porque o referido colunista só escreve para satisfazer os seus patrões e alguns do bloco dos incautos que se deixem levar pela manipulação da informação, mas em número cada vez menor, como indicam as pesquisas.

É que o pessoal de O Globo, apoiador incondicional do projeto que faz o Brasil andar para trás, não se conforma com o fato de o povo ignorar a campanha midiática da referida Organização contra o PT e sobretudo contra o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva. O samba enredo criticou a reforma trabalhista e o pessoal que foi manipulado pela FIESP em apoio ao impeachment da Presidenta Dilma Rousseff, radicalmente apoiado também pela família proprietária de O Globo.

Como tanto a Rede Globo como o impresso da família não podiam ignorar a Tuiuti tentaram manipular com opiniões descabidas sobre o enredo. Já imaginaram se o esquema global omitisse a Escola que só não obteve a primeira colocação por uma diferença de 0,1 pontos dos jurados? Seria desmoralizante para o espaço midiático mencionado omitir o Paraíso do Tuiuti.

O jornal O Globo escalou o tal colunista de sempre para criticar a Escola que marcou época no desfile de 2018. O próprio governo ilegítimo não pôde interferir na apuração e teve de aceitar passivamente o aparecimento do lesa-pátria como vampiro, porque Michel Temer está sugando a maior parte do povo brasileiro com o seu projeto apoiado pela família Marinho e repudiado pela opinião pública, com exceção dos incautos que ainda se deixam influenciar pela opinião dos tais colunistas de sempre.

Mas como a cada dia que passa os incautos diminuem, a estratégia do governo golpista neste ano eleitoral vai mudando ao sabor dos acontecimentos. Os golpistas, diga-se a bem da verdade, ainda não decidiram o que fazer tendo em vista a eleição presidencial de 7 de outubro. Estão divididos e procuram, por enquanto, o candidato ideal. Como, pelo menos até agora, políticos como Geraldo Alckmin e outros apresentam desempenho muito ruim nas pesquisas, não conseguindo ultrapassar nem os 10%, a corrida se amplia. Até o global Luciano Huck, elogiado por Fernando Henrique Cardoso, voltou a ser cogitado, em uma demonstração também concreta a que ponto de decadência chegaram os golpistas edição 2016.

É por aí também que pode se entender ainda mais o motivo pelo qual foi escalado um colunista de sempre para atacar uma Escola de Samba como a Paraíso do Tuiuti, que interpretou a voz do povo, que não toma conhecimento do que é divulgado em O Globo.

E podem crer que com o passar das semanas o esquema Globo vai intensificar as críticas a quem se opõe ao projeto executado pela patota golpista. É preciso, portanto, estar atento ao que vem por aí, seja no noticiário manipulado ou mesmo através de outros colunistas de sempre que venham a ser escalados para enganar os incautos restantes.

Mário Augusto Jakobskind, é Professor, Jornalista, Escritor, vice-presidente na Chapa Villa-Lobos, arbitrariamente impedida de concorrer à direção da ABI (2016/2019) e Coordenador de História do IDEA, Programa de TV transmitido pela Unitevê - Canal Universitário de Niterói.