14.2.18

O CASAMENTO E AS FILHAS

MARCELO MÁRIO DE MELO -
Resultado de imagem para Psychedelic Rainbow Spiral GIF

Casaram-se a Espiral e o Arco-Íris. Muitos convidados, passarada e ginkana, salvas de foguetes e de palmas, banquete, danças, bebedeiras e algumas brigas.

Purista! Eclético! PQP etc, etc, etc... Epa! Não vamos baixar o nível gritou para o baião de dois e o feijão preto uma rolimã bem oleada em amassos com uma calota queimadinha de praia.

A polia também chegou a dar uma correiada na catraca que respondeu com duas esporadas. E já ia prosseguir a contenda quando um amolador de tesoura e um ciclista intervieram. Mas vocês duas são primas! Que coisa horrível andarem brigando desse jeito!

Foi festança encarrilhada quatro dias.

Os noivos foram passar uma lua de mel bem metafísica noutra galáxia porque lua de mel é uma coisa em si bem para nós conforme sussurrou à Espiral o Arco-Íris no primeiro momento em enfim sós em pleno voo.

A espiral lhe respondeu que ele estava com safadeza muito cedo e poderia deixar para botar a coisa quando descessem do foguete. O Arco-Íris disse que ela é que estava com safadeza pois ele se referira à coisa em si kantiana.

A Espiral começou a desabotoar o vestido em dança de strip-tease atordoante o Arco-ìris lambendo as suas curvas nuas a imensidão do desejo vestindo o silêncio com olhares e gestos.

O Arco-íris foi sentindo um calor queimando por todas as cores até ferver furioso no raio violeta que começou vibrar e crescer. A Espiral já estava completamente nua e deitou-se chamejante no tapete o caracol de entrada aberto pulsando e pedindo. E deu-se uma explosão de cintilações e enleios impossível de se expressar em palavras.

Sete meses depois dessa síntese nasceram duas menininhas agitadas que viviam o tempo todo às voltas com relâmpagos eclipses molas dínamos microscópios telescópios caleidoscópios saladas de frutas nuvens subterrâneos abismos e escutas das vísceras dos enigmas do mais além e do imponderável.

Mas isto já começa a compor outra história. E se alguém estiver curioso poderá pelo menos saber que se chamaram Dialética e Poesia as filhas gêmeas da Espiral com o Arco-Íris. [Anos 1970]