18.2.18

VAMPIRO NEOLIBERAL E GLOBO GOLPISTA VINGAM-SE DA PARAÍSO DO TUIUTI COM A INTERVENÇÃO MILITAR!

EMANUEL CANCELLA -


O carnaval no Rio poderia ser muito mais violento, dadas as condições no estado do Rio, impostas pelo governo federal, estadual e Prefeitura:

- Policiais, bombeiros com salários atrasados; Pec 241, da morte;

- Desemprego em massa, por conta principalmente do fechamento dos estaleiros da construção naval;

- Inúmeras obras paralisadas como Avenida Brasil, Comperj, metrô etc.

Sabe-se que o governo Temer ou o vampiro neoliberal comanda a construção de navios e plataformas no exterior, gerando emprego e renda para os gringos, prejudicando principalmente o Rio de Janeiro (2). Os engenheiros denunciam a destruição da engenharia brasileira(1).

Diante desse quadro no Rio houve bloco com quase dois milhões de pessoas como o Bola Preta. Ao todo, foram 437 blocos até a Quarta-Feira de Cinzas (4).

E apesar do aumento no número de disparos, entre os dias 7 e 14 de fevereiro, o número de mortes por perfuração por arma de fogo reduziu em 8% e o de feridos em 28%, segundo o aplicativo, que contou um total de 24 pessoas mortas e 31 feridas no carnaval de 2018 (6).

Na Flórida, só na quarta feira de cinzas, um atirador matou 17 pessoas numa escola. São 18 massacres nos EUA só em 2018 (7). E pelo que me consta, os EUA não estão em crise e também não houve intervenção militar em nenhum estado.

Na verdade, a Globo golpista foi pega de surpresa com o desfile da Paraíso Tuiuti que desnudou o golpe para o Brasil e o mundo. E o vampiro neoliberal foi exposto ao mundo. Tudo isso na véspera da votação da Reforma da Previdência de Temer que, aliás, conta com o apoio incondicional da Globo.

Não vejo outro motivo para intervenção militar que não seja a vingança do Vampiro neoliberal e da Globo.

Com certeza que nas comunidades do Rio e do Brasil vão se multiplicar nas faixas de apoio a Lula, o líder da oposição ao golpe e às reformas da Globo e Temer.

Dada a posição geográfica das comunidades, no Rio engana-se quem acha que só o povo da favelas vai sofrer com a balas perdidas e achadas!

Fonte: