18.3.18

A DESEMBARGADORA MARILIA CASTRO NEVES TEM QUE PROVAR QUE MARIELLE FRANCO É LIGADA AO TRÁFICO!

EMANUEL CANCELLA -


As redes sociais não são imunes às leis.

Os pais vivem alertando os filhos do perigo de postagens que atentam contra a imagem das pessoas e das instituições.

E a justiça tem agido neste sentido. Tenho um amigo que o filho foi punido pela Aeronáutica por conta disso. E o filho era um soldado.

Uma desembargadora é uma representante da justiça e sabe ou teria que saber dos riscos e não pode usar, em sua defesa, que não sabia.

Ela postou em seu facebook, sem nenhum fundamento, a insanidade de que Marielle Franco era ligada ao tráfico e, quando viu a repercussão, apagou o escrito.

Veja o desdobramento da irresponsabilidade da desembargadora:  o deputado Alberto Fraga, presidente do DEM  no Distrito Federal  e presidente da Frente Parlamentar de Segurança Pública, escreveu essa estupidez:

“Conheçam o novo mito da esquerda, Marielle Franco. Engravidou aos 16 anos, ex-exposa do Marcinho VP, usuária de maconha, defensora de facção rival e eleita pelo Comando Vermelho, exonerou recentemente 6 funcionários, mas quem a matou foi a PM”.

Em resposta a aquelas pessoas que acusam os defensores dos direitos humanos, da qual Marielle era uma das expoentes, de não defenderem policiais, fica o registro de que Marielle defendia famílias de PMs assassinados(3).

A postagem da desembargadora é um tapa na cara das milhares de pessoas que foram às ruas no Brasil e no mundo para reverenciar Marielle Franco: como uma vereadora do PSOL ligada aos Direitos Humanos, nascida e criada na favela da Maré e que foi assassinada por denunciar violência da polícia na favela do Acari.

Vamos exigir, sob os auspícios da lei, da desembargadora e do deputado do DEM, uma retratação ou  que prove suas graves denúncias. Não basta tirar a acusação do Facebook, depois de jogar a merda no ventilador (1,2)!

Fonte: