25.3.18

A INTERVENÇÃO NÃO É PARA COMBATER A VIOLÊNCIA É PARA MELHORAR A IMAGEM DO GOLPISTA TEMER!

EMANUEL CANCELLA -


O Data Folha diz que mais de 76% dos Cariocas apoiam a Intervenção, mas não vê melhoria na cidade (1).

Mas na verdade a Intervenção não veio para resolver nada! Veio para mostrar força do governo golpista e melhorar sua imagem, coisa que não aconteceu.

O Exercito brasileiro está sendo usado de bucha pelos golpistas. Diz o ditado popular: Onde não tem pão não existe paz. E o pior assim como as outras intervenções militares e também as UPP’s transfere o crime para outras regiões da cidade.

A violência não termina nunca, até por que ela está até dentro de muitos de nós, mas ela pode voltar a patamares razoáveis inclusive o Rio já viveu clima de cidade Maravilhosa.

Intervenção, UPP’s,  armar a população, pena de morte, diminuir a maioridade penal, os EUA tem sido laboratório para o mundo, e hoje a população americana está indo para as ruas em massa pedindo o controle das armas (2).

Os golpistas querem culpar as comunidades pela violência e tem apoio da mídia, principalmente da Globo. Aliás a intervenção começou quando a Paraíso do Tuiuti escancarou o golpe para o Brasil e o mundo com direito a pato da Fiesp e os Manifantoches da Globo. E tudo foi transmitido na telinha da Globo mãe de todos os golpes no país.

E para piorar a situação no mesmo dia milhares de carnavalescos invadiram o aeroporto Santos Dumont no Rio gritando o fora Temer, e simultaneamente apareceram as faixas nas mais importantes comunidades dizendo que se prender Lula o morro vai descer (4,5). Aí só restou aos golpistas, principalmente a Globo e Temer a intervenção, para mostrar autoridade e segurar a fúria popular.

Quando analisarmos a intervenção vamos lembrar do apostolo Paulo aos Coríntios: “Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse Amor, seria como o metal que soa ou como o sino que tine... Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor, estes três; mas o maior destes é o Amor.” (3)

Vamos além da Intervenção dar o amor ao povo pobre das comunidades. Vamos lhe dar o pão e a paz virá! Os homens e mulheres de bem não querem a paz dos cemitérios!

Fonte: