27.3.18

O CANALHA DO PEDRO PARENTE FAVORECE OS EUA E ESTÁ DESTRUINDO A PETROBRÁS E OS PETROLEIROS!

EMANUEL CANCELLA -


Pedro Lalau Parente, presidente da Petrobrás, faz todo desmonte em conluio com a Lava Jato.

E pero Lalau já é velho conhecido, pois já deu um rombo de R$ 5 BI na Petrobrás, em 2001, foi quando virou réu em ação movida por petroleiro (1).

Pedro lalau volta à Petrobrás, agora blindado pela Lava Jato, e assim pode chafurdar à vontade. Pedro lalau celebrou acordo com acionistas americanos, pagando-lhes  R$ 10 BI, antes de qualquer condenação, (13).

Pedro Lalau, de forma corrupta, repassa dinheiro da Petrobrás aos acionistas americanos e retira criminosamente salário de aposentados e pensionistas na Petrobrás; os descontos aos aposentados e pensionistas já começaram e, segundo a Petros, o fundo de pensão dos petroleiros, pode chegar a 13% do salário mensal da categoria.

Ao invés de desconto, os petroleiros deveriam ganhar prêmios pelos excelentes serviços prestados, principalmente pela descoberta do pré-sal, pela qual a Petrobrás recebeu pela terceira vez o prêmio OTC, conhecido como “Oscar” da indústria do Petróleo (16).

O desconto nos salários de aposentados e pensionistas seria por conta de um rombo na Petros, que, caso existe, seria por culpa dos gestores, jamais de aposentados e pensionistas.

Pedro lalau faz mais, pois ainda aumenta a participação financeira dos petroleiros no plano de saúde (AMS) e quem mais usa o plano de saúde são os aposentados e pensionistas, muitos dos quais estão morrendo e outros sendo internados por problema de saúde por conta desses descontos.

Pedro Lalau chegou a me interpelar devido a meus artigos publicados, enquanto diretor do Sindipetro-RJ e diretor da Federação Nacional dos Petroleiros, em 2016, através do maior advogado criminalista do país que é Nilo Batista (2).

E o MPF, a pedido do juiz Sergio Moro, intimou- me por duas vezes, em um ano, na vã tentativa de calar os petroleiros. As minhas duas intimações são por possíveis crimes contra honra do funcionário público, neste caso eu estaria ofendendo Sergio Moro (3,4).

O tucano Pedro Lalau “vendeu” o campo de Carcará do pré-sal ao valor de um refrigerante o barril de petróleo e a Petroquímica de Suape ao preço de cerca de 5 dias de faturamento (5,6). E tudo sem licitação!

Para mostrar sua concordância com a entrega da Petrobrás, o golpista MiShel Temer ainda atua na aprovação de um trilhão de reais na isenção de impostos das petroleiras estrangeiras, cuja maior beneficiada é a Shell (8).

Pedro Lalau tirou a Petrobrás de setores altamente estratégicos, lucrativos e empregatícios como o de gás, petroquímica, fertilizantes e biocombustíveis e entregou-os aos gringos (7).

MiShel Temer, Pedro lalau e a Lava Jato são os principais responsáveis pela destruição da engenharia nacional e da indústria naval (9,10,11). Assim como FHC, eles mandaram construir navios e plataformas no estrangeiro, gerando emprego e renda para os gringos. E o Brasil com 12,5 milhões de desempregados, número que aumenta a cada dia.

E os petroleiros nunca se calaram diante do desmonte da Petrobrás: Enquanto diretor do Sindipetro-RJ e da FNP, em novembro de 2016 protocolei denúncia acerca da omissão da Lava Jato em relação aos crimes praticados pelos tucanos FHC e Pedro Lalau, até hoje sem resposta. Veja denúncia na íntegra (12).

Os dois anos de investigação da Lava Jato na Petrobrás, na gestão do PT, com imagens diárias para mídia, principalmente o Jornal Nacional da Globo, era a preparação para o desmonte da Petrobrás perpetrado agora pelos tucanos, parceiros da Lava Jato.

Prova disso é que os principais ladrões da Petrobrás estão pagando suas penas em casa, verdadeiros clubes de lazer, financiados pelo dinheiro da roubalheira, são eles:

- o doleiro Alberto Youssef, condenado a 82 anos e oito meses de prisão;

- O ex-diretor da Petrobrás, Paulo Roberto Costa, condenado a 39 anos e cinco meses;

- O ex presidente da Transpetro, Sergio Machado, preso e em casa, porém ainda não foi julgado;

- Fernando Baiano, operador de propina do PMDB, condenado a 16 anos um mês e dez dias (14).

Só não sabemos quanto eles pagaram “por fora” para ir conseguir tirar suas penas em casa.

Pois o advogado Carlos Zucoloto Junior, amigo e compadre de Moro e ex- sócio de sua esposa, Rosangela Moro, falando em nome da Lava Jato, pediu ao advogado da Odebrechet, Tacla Duran, US$ 5 milhões “por fora” para celebrar delação premiada que, entre outras benesses, daria a Duran a prisão doméstica e perdão de US$ 10 milhões numa multa da Odebrecht (15).

Mas a sociedade está acordando, pois segundo o ex-presidente americano, Abraham Lincoln:

“Pode-se enganar a todos por algum tempo; pode-se enganar alguns por todo o tempo; mas não se pode enganar a todos todo o tempo”.

Fonte: