15.3.18

SINPOSBA FISCALIZA IMPLANTAÇÃO DAS NORMAS DE SEGURANÇA E SAÚDE NOS POSTOS DE COMBUSTÍVEIS

Via FENEPOSPETRO -

Para garantir a saúde dos trabalhadores de postos de combustíveis e lojas de conveniência e reduzir o risco de contaminação pelo benzeno no ambiente laboral, o presidente do Sindicato dos Frentistas da Bahia - SINPOSBA, Antonio do Lago de Souza, esteve na Região de Juazeiro realizando fiscalização e intenso trabalho de base. Durante a atividade o dirigente documentou as adequações nos ambientes dos postos de combustíveis conforme determina o ANEXO II da NR9, portaria 1109 do MTE.


Segundo o dirigente Antonio do Lago de Souza, “estas implantações são conquistas da luta do nosso Sindicato por um ambiente de trabalho saudável para todos os trabalhadores e trabalhadoras, fruto da ação fiscalizadora da Gerência Regional do Ministério do Trabalho e Emprego do município de Juazeiro”.

As Lavagens dos uniformes são de responsabilidade dos proprietários de postos, bem como a colocação de acentos, redutores de velocidades, área de convivência, exames periódicos, além de outras obrigações legais prevista em nosso CCT e CF.

CAPACITAÇÃO - O anexo II da NR 9 determina a implantação da NR 20, que trata de segurança e saúde nos postos de combustíveis. De acordo com o documento, os empregados expostos ao benzeno devem ser capacitados para exercerem suas funções. Eles precisam receber orientações básicas sobre: os riscos de exposição ao benzeno e vias de absorção; sintomas de intoxicação; medidas de prevenção e tem que saber realizar procedimentos de emergência. O processo de qualificação profissional deve abranger todas as atividades desenvolvidas pelos trabalhadores de postos de combustíveis: desde a conferência do produto no caminhão-tanque até o abastecimento de combustível.

CONTROLE MÉDICO - Os trabalhadores expostos ao benzeno também devem realizar, com frequência mínima semestral, hemograma completo com contagem de plaquetas e reticulócitos, independentemente de outros exames previstos no Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional (PCMSO). Todos os exames precisam ser catalogados e entregues ao trabalhador em caso de rescisão de contrato. É proibido o uso de flanela, estopa e tecidos similares para a contenção de respingos e extravasamentos. O trabalhador também precisa usar Equipamento de Proteção Individual (EPI) nas atividades necessárias.

PROIBIÇÃO TRAVA - Os postos de combustíveis de todo o país não podem abastecer os carros, após ser acionada a trava automática de segurança da bomba. A determinação conta no artigo 9º do anexo que relaciona as atividades operacionais.

UNIFORME - De acordo com o artigo 11.3 do anexo, os postos de combustíveis são responsáveis pela higienização dos uniformes dos funcionários. A limpeza deve ser realizada pelo menos uma vez por semana.

CONSCIENTIZAÇÃO - Os postos precisam afixar junto às bombas de combustível cartaz com a seguinte informação:  “A GASOLINA CONTÉM BENZENO, SUBSTÂNCIA CANCERÍGENA. RISCO À SAÚDE.” A medida visa conscientizar o trabalhador e a sociedade sobre os riscos de contaminação pelo benzeno contido na gasolina.

* Daniel Mazola, assessoria de imprensa FENEPOSPETRO