8.4.18

1- PRESO: TEM INÍCIO PENA DE LULA, NA SUPERINTENDÊNCIA DA PF EM CURITIBA; 2- PM DO PARANÁ SOLTA BOMBAS DE GÁS PARA DISPERSAR MILITANTES E APOIADORES DO EX-PRESIDENTE

REDAÇÃO -
Lula desembarca de helicóptero na PF de Curitiba. Em uma sala de 5m² x 3m², líder petista começou a cumprir pena de 12 anos e um mês de cadeia.
Às 22h30 deste sábado (7/4), teve início o cumprimento da sentença do ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva, quando ele deu entrada na Superintendência da Polícia Federal de Curitiba (PR). Presidente de honra e fundador do Partido dos Trabalhadores, ele foi condenado a 12 anos e um mês de reclusão no caso do triplex do Guarujá (SP). Responderá pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro.

Acompanhado de dois advogados, o ex-presidente seguiu de helicóptero do Aeroporto Afonso Pena, na região metropolitana de Curitiba e a 18km da capital, para a sede dos federais no estado. Agentes aguardavam, na pista, o pouso do jato do Comando Aéreo Operacional da corporação que conduziu o petista do Aeroporto de Congonhas, em São Paulo, para o terminal internacional paranaense.

Na superintendência regional da corporação em Curitiba, o primeiro ex-presidente da República preso desde a redemocratização do país será instalado em um alojamento adaptado, com 5m² x 3m², que conta com chuveiro com água quente, TV e cama, no lugar de beliche. O endereço é o mesmo, embora em ala separada, onde já está detido o ex-ministro Antonio Palocci e que receberá o ex-presidente da empreiteira OAS, Léo Pinheiro, condenado com Lula no caso do triplex. (G.F, com informações do Metrópolis)

***
PM do Paraná solta bombas de gás para dispersar apoiadores de Lula
Da Folha:

Manifestação de apoiadores de Lula é dispersada com bombas de gás lacrimogêneo em um dos acessos da PF na hora em que o helicóptero pousou. Ação da PM no momento em que o helicóptero pousava surpreendeu centenas de apoiadores de Lula no acesso da PF. Sem alerta, foi disparada uma sequência de bombas de efeito moral e de gás lacrimogêneo.

Houve correria e os manifestantes se dispersaram. A PM permanece perfilada em uma rua nas proximidades e parte dos manifestantes segue no local. Não houve violência por parte dos manifestantes antes da ação. Muitos se penduravam na grade da superintendência, mas a PM não havia feito alertas. Os simpatizantes planejavam manter uma vigília com barracas em um dos acessos da PF. (Felipe Bächtold). (…)

Leia também:
PM do Paraná reprime violentamente ato pró-Lula; ato contra Lula não é importunado