12.5.18

1- GENERAL CRITICA VAZAMENTO DO CASO MARIELLE; 2- MINO CARTA COMENTA SOBRE GEISEL, DITADURA, ELITE E DESIGUALDADE BRASILEIRA

REDAÇÃO -


O general Richard Nunes, secretário de Segurança do Rio de Janeiro, reclamou e classificou como “nefasto” o vazamento de informações relacionadas às investigações sobre o assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL) e do motorista Anderson Gomes, o que, segundo ele, pode retardar o trabalho da polícia e ainda colocar em risco vidas de pessoas.

Reclamação do general tem relação com reportagens sobre um delator ter denunciado o envolvimento do vereador Marcello Siciliano (PH) e do ex-policial militar Orlando Oliveira de Araújo no crime. Ele reafirmou que a possibilidade de envolvimento de milicianos sempre foi uma hipótese, mas não quer dizer que seja a principal linha de investigação.

“Quando surge um vazamento como esse, nós temos que reorientar nossa estratégia de investigação. E isso nos causa um retardo, coloca vidas de pessoas em risco e isso é o mais grave”. O general Richard Nunes disse ainda que o delator está sob proteção policial. (via Rio247)

***
MINO CARTA COMENTA SOBRE GEISEL, DITADURA, ELITE E DESIGUALDADE BRASILEIRA