6.6.18

1- MIGUEL TORRES ASSUME A PRESIDÊNCIA DA CENTRAL FORÇA SINDICAL; 2- GOVERNO TEMER PEDE PARA STF APLICAR MAIS R$ 506 MILHÕES EM MULTAS A TRANSPORTADORAS

REDAÇÃO -

O presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo e Mogi das Cruzes e da CNTM (Confederação Nacional dos Trabalhadores Metalúrgicos), Miguel Torres, que exercia o cargo de vice-presidente da Força Sindical assumiu, nesta terça-feira (5), a presidência da central.


O cargo foi transmitido na sede nacional da Força Sindical, em São Paulo, em reunião de vice-presidentes da entidade, comandada por Paulo Pereira da Silva, o deputado federal Paulinho da Força (SD-SP), que licenciou-se, desincompatilizando-se do cargo para dedicar-se às atividades partidárias e à campanha eleitoral de 2018. O deputado Paulinho é candidato à reeleição. A indicação de Torres foi aprovada por unanimidade pelos dirigentes presentes à reunião.

Em suas mensagens, Paulinho e Miguel Torres defenderam o fortalecimento da unidade na luta contra a lei da Reforma Trabalhista, em defesa dos direitos trabalhistas, sociais e previdenciários da classe trabalhadora.

Defenderam ainda forte mobilização dos trabalhadores com as suas entidades representativas nas campanhas salariais, pela renovação de todas as convenções coletivas de trabalho e avanços nas conquistas anteriores. E, também, ações para reivindicar a retomada do desenvolvimento econômico e industrial do País, com geração de empregos de qualidade para todos, distribuição de renda, justiça e inclusão social. (via DIAP)

***
Governo Temer pede para STF aplicar mais R$ 506 milhões em multas a transportadoras

De Gerson Camarotti no G1.

Advocacia Geral da União (AGU) pedirá ao Supremo Tribunal Federal (STF) para aplicar mais R$ 506,5 milhões em multas a 46 empresas transportadoras.

O valor se refere a multas de R$ 100 mil por hora determinadas em decisão do ministro Alexandre de Moraes, do STF.

A decisão do ministro foi tomada quando a AGU pediu ao Supremo que declarasse ilegal a greve dos caminhoneiros.

Na semana passada, a AGU já havia pedido R$ 141 milhões em multas a 96 empresas e mais R$ 198 milhões em multas a outras empresas transportadoras.

Com os pedidos, o governo faz um gesto para mostrar força às empresas e, além disso, que reagirá a novas tentativas de paralisação. (…)