9.8.18

1- PLENÁRIA SOBRE A PETROS LOTA AUDITÓRIO DA ABI; 2- CÂMARA APROVA MP QUE ATENDEM CAMINHONEIROS; TEXTOS VÃO AO SENADO

REDAÇÃO -

Com a presença de mais de 500 pessoas, AEPET, FNP, sindicatos, entidades, advogados e participantes da Petros debateram soluções para o equacionamento e a cisão da Plano.


O evento aconteceu nesta terça-feira (7), na Associação Brasileira de Imprensa (ABI). Nem a chuva que caia no Centro do Rio de Janeiro foi capaz de espantar os interessados no assunto. O auditório da ABI ficou lotado, mais de 500 pessoas compareceram à Plenária.

A Plenária iniciou com as falas dos representantes de cada uma das entidades presentes: Associação dos Engenheiros da Petrobrás (Aepet); Associação Mantenedores Beneficiários Petros (Ambep); Federação Nacional dos Petroleiros (FNP); Federação Nacional das Associações de Aposentados, Pensionistas e Anistiados do Sistema Petrobrás e Petros (Fenaspe); Grupo em Defesa dos Participantes da Petros (Gdpape).

Diante da confirmação da direção da Petrobrás sobre a criação de um novo plano de contribuição definida (CD) da Petros, fundo de pensão dos funcionários da estatal, em substituição ao PPSP, de benefício definido (BD) e que tem um déficit de quase R$ 28 bilhões a ser equacionado, a Federação Nacional dos Petroleiros (FNP), seus sindicatos e entidades debateram soluções para o atual cenário.

Em seguida, Ronaldo Tedesco, do Conselho Deliberativo e Fiscal da Petros, fez uma apresentação sobre o atual cenário da Petros e apontou possíveis saídas para o Plano. Clique aquipara ver a apresentação.

Sob o tema “Uma saída para o PPSP-1 da Petros”, o evento perdurou por 4 horas. Os advogados presentes também participaram da mesa de debate, seguidas das falas dos participantes da Plenária.

Agora, todas as perguntas serão sistematizadas e, em breve, divulgadas com as devidas repostas aqui no site da FNP e das entidades, além das sugestões sobre possíveis saídas para o PPSP-1 da Petros.

Também estavam presentes representantes dos sindipetros: Litoral Paulista; São José dos Campos; Rio de Janeiro; Pará/Amazônia/Maranhão/Amapá. Além deles, integrantes de algumas oposições também marcaram presença. (via FNP)

***
CÂMARA APROVA MP QUE ATENDEM CAMINHONEIROS; TEXTOS VÃO AO SENADO

A Câmara dos Deputados aprovou, nesta terça-feira (7), no contexto do 1º esforço concentrado, 3 medidas provisórias do acordo com caminhoneiros para pôr fim à greve de maio. Uma delas, a MP 831/18, que obriga a Conab a contratar percentual mínimo de transportadores autônomos. Outra (MP 833/18) garante isenção do pedágio para o eixo suspenso de caminhão vazio em todas as rodovias do território nacional. A última (MP 837/18) cria indenização temporária para o policial rodoviário federal por ter trabalhado durante sua folga na greve. As 3 MP vão ao exame do Senado Federal.