26.8.18

CAOS DA JT SE ACENTUOU A PARTIR DE 2002

ROBERTO M. PINHO -

“A história se repete. Agora os juízes trabalhistas retomam a mesma discussão, revestidos de “donatários da especializada”. Embora questionem a validade de um texto de lei. A Reforma trabalhista questionada na OIT, a valorização da negociação coletiva – tema da Convenção n.98 da OIT – não é alvo de nenhuma das ações movidas contra a reforma trabalhista no Supremo Tribunal Federal (STF).”


Ao longo dos últimos 16 anos os juízes trabalhistas sempre se posicionaram contra a reforma trabalhista. As manifestações vinham à tona na medida em que sinalizasse mudanças no seu formato judicial. 

Leia mais na COLUNA