3.9.18

1- CAMINHONEIROS DESCARTAM NOVA GREVE, MAS TEMOR FAZ CONSUMIDORES CRIAREM FILAS EM POSTOS; 2- EM RORAIMA, IMIGRANTE VENEZUELANO É MORTO A TIROS E GOLPES DE FACÃO

REDAÇÃO -


A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) decidiu ajustar a tabela de preços mínimos de frete por causa da alta recente de 13% no preço do diesel nas refinarias. Nesta segunda-feira, 03, técnicos da agência se reúnem com o ministro do Transportes, Valter Casimiro Silveira, para definir a calibragem do reajuste.

O tabelamento do frete rodoviário foi um dos pedidos dos caminhoneiros atendidos pelo governo Michel Temer para por fim, em maio deste ano, à paralisação da categoria que durou 11 dias e provocou grave crise de abastecimento no País. Uma lei sancionada em 8 de agosto estabelece que uma nova tabela de preços deve ser publicada toda vez que o diesel variar mais do que 10%. A expectativa é de os ajustes sejam anunciados em poucos dias.

Durante este fim de semana, nota distribuída por uma entidade de caminhoneiros convocando, por rede social e aplicativos de celular, uma nova greve para o dia 9 causou apreensão. A convocação, feita pela União dos Caminhoneiros do Brasil (UDC) não foi reconhecida por outras entidades representativas dos caminhoneiros, como a Associação Brasileira dos Caminhoneiros (Abcam) – a principal liderança da greve de maio – e sindicatos de diversas regiões do País.

Apesar disso, o temor de um novo período de desabastecimento provocou filas em postos de gasolina em algumas regiões. Foram registradas longas filas de carros em Belo Horizonte (MG) e Recife (PE) neste domingo.

A ANTT se apressou em divulgar, no site, no sábado, nota informando não ter sido procurada pela UDC e que já estava discutindo a tabela de frete. Hoje, diante do recrudescimento dos rumores, nova nota informa que a tabela será revista em função do preço do diesel. Caminhoneiros também reclamam que a ANTT precisa fiscalizar a aplicação da tabela por parte dos contratantes, o que não estaria ocorrendo em várias partes do País. (…) 
(via Estadão)

***
Em Roraima, imigrante venezuelano é morto a tiros e golpes de facão

Um venezuelano morador de rua foi morto com golpes de facão e tiros na noite de sexta-feira (31) em Rorainópolis, no Sul do Estado de Roraima, informou a Polícia Militar da região.

O homem, que vivia nas proximidades da Rodoviária da cidade, não foi identificado até o momento e nenhum suspeito foi preso pelo crime.

Segundo um sargento da PM, a vítima teria se envolvido em uma briga de bar. Testemunhas afirmaram ter visto dois homens na área onde o corpo do venezuelano foi encontrado e ter ouvido pedidos de socorro e tiros. (…)

De acordo com o sargento, a intenção dos criminosos era decapitar o venezuelano, mas não conseguiram pois fugiram ao avistar a viatura da PM.

Ainda não se sabe a motivação do crime e nada sobre a própria vítima. Uma apuração foi aberta para saber quem foram os autores do assassinato. (via Jovem Pan)