8.9.18

NOJENTO OPORTUNISMO POLÍTICO

MIRSON MURAD -


O "pastor-bispo" Marcelo Crivella que deveria estar preso há tempos por não governar a Cidade maravilhosa, tendo abandonado a saúde, a educação, os funcionários municipais deixando-os à míngua mas entregando tudo para sua patota, a mesma do titio profeta-rabino-macumbeiro-deus, sendo um mentiroso-oportunista contumaz, aproveitou-se da desgraça da cultura brasileira e mundial, o incêndio do Museu Nacional, no palácio de D.Pedro, foi correndo até lá. Crivella não foi ser solidário foi, isso sim, tirar uma casquinha na tragédia e declarou que iria recuperar aquele patrimônio histórico virado cinzas. Como recuperar, disse o repórter? O Pinóquio respondeu que reconstruiria o palácio. Como? Digo eu. Se Crivella nega dinheiro, alegando não ter, para a saúde a educação, se não honra seus compromissos pagando os salários dos servidores... Como? Se o museu da Quinta é da responsabilidade do governo federal como o "bispo" filho de Gepetto fará isso? Responda essa, Marcelo Pinóquio Crivella, seria com recursos do próprio bolso, exatamente como foi "realizada" uma gigantesca obra de mais de um bilhão de reais no Nordeste paga por sua excelência que, na ocasião, para candidatar-se a senador pelo Estado do Rio de Janeiro, declarou um patrimônio de apenas R$50.000,00? Nojento oportunismo político. Nojento!!!