9.9.18

POLÍCIA FEDERAL PERSEGUE LULA

EMANUEL CANCELLA -

A grande violência desta eleição não é a facada em Bolsonaro ou os tiros na caravana do PT, é a prisão de Lula sem provas!


A grande violência desta eleição não é a facada em Bolsonaro ou os tiros na caravana do PT, é a prisão de Lula sem provas!

Bolsonaro está no lucro, pois para quem prega fuzilar seus adversários, uma facada sai na urina.

Os tiros na caravana de Lula, cuja investigação foi pela PRF, teve como resultado:  ‘Não viram nada de anormal’. Já a facada em Bolsonaro está sendo investigada pela Polícia Federal: “Inquérito sobre agressor de Bolsonaro vai para Brasília e equipes da PF deixam Juiz de Fora” (2)

Vamos ficar de olho, pois a Polícia Federal tem um histórico  de manobras contra o PT: Romeu Tuma, então Diretor Geral da Policia Federal, foi o mentor da farsa: “Em 1989, sequestro de Abílio Diniz foi relacionado ao PT e desmentido logo após eleições, mostra pesquisa (3)”

E, na reeleição de Dilma, veio da Lava Jato a farsa, às vésperas da eleição, de que Lula e Dilma saberiam da corrupção na Petrobrás. O TSE proibiu a divulgação da mentira, mas a revista Veja, em matéria de capa, publicou e o Jornal Nacional da Globo replicou-a (4,5), mas mesmo assim Dilma ganhou as eleições.

Lula continua preso, sem provas, e sem poder assumir a candidatura. A violência da justiça brasileira contra o ex-presidente Lula já foi alvo de protesto da ONU e do Papa Francisco e de Esquivel Nobel da paz. Lula, mesmo perseguido pela justiça, continua seu calvário apelando para a própria justiça.

Enquanto o candidato Bolsonaro, ao arrepio da lei, diz que é sonegador, que vai fuzilar petista e FHC, Lula continua acreditando na justiça e  hoje, 08, faz mais um recurso para garantir sua candidatura (6 a 9).

Quem sabe, ficará valendo o ditado popular: “A justiça tarda, mas não falha!”

Fonte: