25.12.18

A CREDIBILIDADE DA LAVA JATO TROPEÇOU COM AÉCIO E DESPENCOU COM QUEIROZ

EMANUEL CANCELLA -


Tudo bem que os delegados da Lava Jato fizeram a campanha de Aécio. No blog de campanha até xingaram Lula e Dilma (1).

Mas amigos, amigos, negócios a parte! Aécio já está com a data de prisão vencida. Aécio virou objeto de afirmação de postura da Lava Jato, já que numa hora estão em sua casa, outra na casa da irmã ou da mãe, mas nada de prisão.

Na verdade a Lava Jato se transformou em fiel escudeiro dos tucanos. Nunca conseguiram provar ser de Lula a propriedade do tríplex do Guarujá e do sitio em Atibaia. Pois nunca apresentaram a escritura, ou qualquer documento válido. ligando esses imóveis ao ex presidente.

Entretanto com o tucano FHC tudo é bem diferente, pois há provas e convicção mas, mesmo assim, FHC nunca sequer foi investigado. FHC, além de ser citado inúmeras vezes em corrupção na Petrobrás, até com o próprio filho. Como fortes indícios de enriquecimento ilícito , FHC tem apartamento de luxo em Paris e Nova York e fazenda com aeroporto no Brasil (2,3,4).

Agora deparamos com escândalo do Fabrício Queiroz, motorista e assessor do deputado, filho de Bolsonaro, que, segundo o Coaf, fez 172 movimentações em sua conta bancária em um ano, num total de R$ 1.2 milhões, sendo que um dos depósitos foi de R$ 24 mil na conta da futura primeira dama, Michelle Bolsonaro (6).

Estranho o silêncio da Lava Jato que fez até condução coercitiva com Lula,  envolveram na acusação do tríplex de Guarujá sua saudosa ex-primeira dama e esposa, Marisa Letícia (5). Isso com denúncias totalmente sem provas, referentes ao tríplex de Guarujá.

Queiroz já faltou a duas convocações da Justiça alegando problemas de saúde, agora seu depoimento fica para depois da posse de Bolsonaro.

Tem gente achando que o depoimento de Queiroz poderia abalar a posse de Bolsonaro, por isso jogaram para depois.

E a Lava Jato, fiel escudeira dos tucanos, agora adotou os Bolsonaros!

Fonte: