13.12.18

DEPOIS DE 4 ANOS, DESCOBRIRAM QUE AÉCIO FOI FINANCIADO NO SEGUNDO TURNO DA ELEIÇÃO DE 2014

HELIO FERNANDES -


O PSDB foi o único partido que lançou candidato em todas as  eleições presidenciais depois da chamada redemocratização. O ultimo, em 2014, o ainda respeitado ex-governador de Minas, perdeu feio o primeiro turno, para a presidenta Dilma. Começou o segundo turno, com uma reação espetacular, principalmente em SP.

Chegou a ficar tão perto da adversária, que provocou  susto geral. E permitiu que Aécio entrasse com recurso no TSE, pedindo a cassação da chapa Dilma-Temer. E a sua posse no lugar da chapa vencedora. O TSE recusou, começava a degradação dele e do partido.

No meu blog, em 2014 mesmo, revelei que a reação de Aécio, tinha um preço, 150 milhões que vieram de varias fontes, todas espúrias e ilegais. Agora, esses 150 milhões foram reduzidos para 123 milhões, como se essa diferença, pudesse anular a realidade.

E as provas são tão incontestáveis, que o ministro Marco Aurélio Mello autorizou a  investigação. Pela PF e o MP. Por que não investigaram durante os 4 anos decorridos de 2014 a 2018?

PS- O "financiamento" ilegal não foi distribuído apenas pelos corruptos irmãos Batista, da JBS. Outras empresas colaboraram.

PAULO GUEDES NO LIMITE DO INSENSATO

Ele não tem cacife para ocupar apenas o ministério da Fazenda. Mas foi sobrecarregado com tantas responsabilidades, que está tendo visões, longe da realidade. E fazendo afirmações disparatadas, sem qualquer explicação ou credibilidade.

A primeira, irreal e até  assustadora: "Vamos conseguir 800  BILHÕES de reais com PRIVATIZAÇÕES". O volume é tão alto, que permite admitir que esse total não será obtido apenas  com a venda de empresas deficitárias ou que acumulam prejuízos há anos ou décadas. Dá para supor que no "bloco" entrarão empresas suculentas.

A segunda afirmação cita outros 800 BILHÕES, (parece obsessão pelo numero) só que não informa a origem e a fonte desse disparate. Paulo Guedes pode errar á vontade, o que vai acontecer certa e fartamente que  não será demitido. Onde encontrar tanta gente para substituí-lo?

O FARSANTE DO BOLSONARO, TENTANDO ENGANAR NA DIPLOMAÇÃO

"Vou governar para todos". Não elucidou ou detalhou quem são esses TODOS. Elogiou apenas as "novas tecnologias" que me elegeram. Continuando, tentou concretizar suas convicções (?), afirmando: "O poder popular não precisa mais de intermediação". Mas na verdade, ele está conversando e coordenando com partidos que sempre exploraram a comunidade.

Já teve contatos com representantes do MDB e PSDB. E ontem recebeu membros do DEM, do PP, e teve que incluir ás pressas, deputados do PSL. É o "seu" partido, mas está se sentindo preterido. Até agora, apenas o PSB, recusou qualquer contato.

Bolsonaro teve que ouvir um discurso enérgico e com endereço direto, pronunciado  pela ministra Rosa Weber, presidente do TSE. Ela foi taxativa, defendendo os  direitos das minorias, que concretizou numa frase: "A democracia repele a noção autoritária do pensamento único".

Ela atingiu de forma clara, tudo o que Bolsonaro representa. E depois  de se ver envolvido em escândalos recebendo "contribuições" em dinheiro de funcionários, seu futuro depois da posse, é duvidoso.

PS- Sem contar que uma parte da sua equipe, é citada em acusações e investigações.

PS2- Seu cúmplice Sergio Moro, não foi julgado pelo CNJ. O presidente Toffoli é compreensível.  Sempre foi.