16.12.18

HÁ! HÁ! HÁ CARLOS MINC. O ELEITOR É OTÁRIO?

MIRSON MURAD -

O deputado estadual Carlos Minc diferencia-se dos outros envolvidos em corrupção. O político, ao menos, foi original nas explicações. Todos os outros afirmam que suas contas de campanha foram aprovadas, que nada têm a esconder. Alguns ainda dizem que se alguém pecou terá de pagar por isso.


O deputado Carlos Minc declarou que os R$16.000.000,00 (dezesseis milhões de reais em grana viva) depositados na conta bancária de um seu assessor é fruto de herança. Ou seja; o fiel assessor recebeu uma milionária herança de R$16.000.000,00 (dezesseis milhões de reais em espécie) e não foi gozar uma "dolce far niente" de ricaço a que tem direito.

O herdeiro milionário preferiu marcar o ponto diariamente na Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro, trabalhar para o "pé no saco" porém nobre deputado Carlos Minc, recebendo um salário de 8 ou 10 mil reais, micharia perto do que possui. Por favor, deputado, arranja outro desculpa! O eleitor não é tão otário como sua excelência imagina. Haverá, sem dúvidas, o troco nas urnas no próximo pleito. Aliás, resta saber se a Justiça Eleitoral vai engolir essa.

Quem viver,verá.