3.12.18

MACRI ASSINA ACORDOS COM A CHINA E DESMENTE ASSESSORIA DE TRUMP; EM RETALIAÇÃO A BOLSONARO, PAÍSES ÁRABES DERROTAM BRASIL EM ELEIÇÃO DE ÓRGÃO DA ONU

REDAÇÃO -

O presidente da Argentina, Mauricio Macri (Arquivo/Agência Brasil)
G1 informa que os governos de China e Argentina ampliaram neste domingo (2), em Buenos Aires, a sua associação estratégica com a assinatura de 30 acordos de comércio e investimentos, em uma cerimônia liderada pelos presidentes Xi Jinping e Mauricio Macri.

“Fortalecemos a cooperação em matéria econômica, agrícola, de infraestrutura e financeira, entre outros campos. O objetivo é promover a longa amizade entre os dois povos”, disse Xi em um evento na residência presidencial argentina em Olivos, na periferia norte.

Em entrevista coletiva, Macri desmentiu declaração de uma porta-voz de Donald Trump, que disse que, em encontro bilateral, eles reafirmaram o “compromisso de enfrentar a atividade econômica predatória da China”.

Segundo o G1, Macri desmentiu ter endossado esses termos e disse que “a China é uma oportunidade para a Argentina”.

***
EM RETALIAÇÃO A BOLSONARO, PAÍSES ÁRABES DERROTAM BRASIL EM ELEIÇÃO DE ÓRGÃO DA ONU

A coluna do Lauro Jardim no jornal O Globo informa que a derrota do Brasil na eleição para um dos assentos da International Civil Service Commission, espécie de recursos humanos da ONU, ocorreu devido à mudança de voto dos países árabes.

A alteração nos votos, segundo a publicação, aconteceu em retaliação à intenção de Bolsonaro de mover a embaixada israelense para Jerusalém. (via DCM)