26.12.18

TRUMP AFIRMA QUE PARALISAÇÃO PARCIAL DO GOVERNO DOS EUA CONTINUARÁ ATÉ ACORDO SOBRE MURO; MAIS UMA CRIANÇA MORRE SOB CUSTÓDIA DA IMIGRAÇÃO DOS EUA

REDAÇÃO -

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse nesta terça-feira (25) que a paralisação parcial do governo federal será mantida até que se cumpra sua exigência de financiamento para a construção de um muro na fronteira com o México.


O governo dos EUA foi parcialmente paralisado no sábado (22) e até agora não há indicação de esforços de reabrir as agências fechadas pelo impasse político que foi gerado após a demanda de Trump por fundos para o muro na fronteira sul.

“Eu posso dizer que não vai reabrir até que tenhamos um muro, uma cerca, o que você quiser chamá-lo”, acrescentou o presidente, falando da barreira que, segundo ele, impediria a entrada de pessoas com drogas no país.

O financiamento para um quarto dos programas federais, incluindo os Departamentos de Segurança Nacional, Justiça e Agricultura, expirou à meia-noite da sexta-feira (21).

Sem um acordo para superar o impasse, a paralisação provavelmente vai se prolongar até o ano novo.

A construção do muro foi uma das promessas de campanha mais repetidas por Trump, mas os democratas se opuseram firmemente a essa iniciativa. (…)
(via G1)

***
MAIS UMA CRIANÇA MORRE SOB CUSTÓDIA DA IMIGRAÇÃO DOS EUA

Da Folha:

Um garoto de oito anos da Guatemala morreu sob a custódia do governo norte-americano nesta terça-feira, de acordo com informações de autoridades de imigração dos EUA. Trata-se da segunda morte de uma criança migrante em detenção no país neste mês.

Segundo a agência de Alfândega e Proteção de Fronteiras dos EUA, na segunda-feira o menino mostrava “sinais de doença potencial” e foi levado junto com seu pai a um hospital em Alamogordo, Novo México, onde foi diagnosticado com resfriado e febre. A criança ficou em observação por pouco mais de uma hora e foi liberada após os médicos receitarem amoxicilina e ibuprofeno. À noite, o menino retornou ao hospital com náuseas e vômitos e morreu horas depois.

A causa da morte do garoto ainda não foi determinada. A agência informou ainda que notificou o inspetor geral do Departamento de Segurança Nacional e o governo da Guatemala.

(…)