11.1.19

CLIMA TENSO MARCA ATO CONTRA AUMENTO DA PASSAGEM DE ÔNIBUS EM SP

REDAÇÃO -

O primeiro ato deste ano em São Paulo contra o aumento das passagens de ônibus para R$ 4,30, anunciado pelo governador João Doria e pelo prefeito da capital, Bruno Covas, ambos do PSDB começou em clima tenso, com forte presença de policiais, na tarde desta quinta-feira (10). Os manifestantes se reuniram desde 16h30 em frente ao Teatro Municipal, no centro da capital. De lá seguiram para a Praça do Patriarca e agora se concentra diante do edifício Martinelli, que abriga a sede do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região.


O aumento anunciado da passagem foi de 7,5%, praticamente o dobro da inflação de 2018, que deve ficar em torno de 4% e será anunciada nesta sexta-feira (11). “R$ 4,30 é um assalto”, gritam os manifestantes enquanto passam pela Rua São Bento.

Alguns lojistas fecharam as portas com receio de conflito entre manifestantes e a polícia. Segundo informou a reportagem do Brasil de Fato, que acompanha o ato, a marcha dos manifestantes deve seguir para a Praça do Ciclista, na esquina da Avenida Paulista com a rua da Consolação. Os organizadores do ato não divulgaram o percurso que será realizado.


Fonte: Rede Brasil Atual