12.1.19

DESTEMIDO E INCANSÁVEL CATEDRÁTICO DO JORNALISMO BRASILEIRO, PARABÉNS!

DANIEL MAZOLA -

Com mais de 80 anos de atividade profissional, o jornalista Helio Fernandes completou ontem, 11 de janeiro, 98 anos de vida! É um privilégio acompanhar as lúcidas análises políticas dessa extraordinária legenda do jornalismo crítico, parabéns amigo!

Helio Fernandes e Daniel Mazola, durante a festa de 100 anos da Associação Brasileira de Imprensa (ABI) no Teatro Municipal do Rio de Janeiro em 2008.
Eis um brasileiro de verdade, um monumento à liberdade de imprensa que ontem completou 98 anos. Como sabemos, fãs de carteirinha, estou falando do decano do jornalismo brasileiro, Helio Fernandes, crônica viva dos últimos oitenta anos de História.

Helio Fernandes é parte de uma geração de jornalistas patriotas militantes do nacionalismo, foi derrotado com o golpe militar-empresarial-civil de 1964 e fez da Tribuna da Imprensa sua trincheira de luta para não ficar relegado ao segundo plano.

Tribuna e Helio se fundem. Sob a batuta do maestro, o jornal sempre esteve associado ás lutas democráticas, jornalismo ético e com compromisso social, e a resistência ao regime totalitarista. Helio foi preso e excluído da cidadania, mas ressurgiu ainda mais altivo, destemido e incansável, merecendo também a definição de jornalista catedrático da democracia brasileira. Está ao lado de grandes nomes como Gonçalves Ledo, Líbero Badaró, Frei Caneca, Barbosa Lima Sobrinho, Rui Barbosa e José do Patrocínio.

Helio Fernandes sempre trabalhou com ética - é um dos grandes sinônimos de integridade e lisura profissional -, com interesse público e dignidade pessoal, e, continua aos 98 anos. Lembro-me do Dr. Barbosa Lima Sobrinho escrevendo sua coluna no Jornal do Brasil aos 103 anos, mas poucos conseguem chegar tão longe, e com a cabeça ainda mais lúcida pela sabedoria e aprendizado de décadas.

Mesmo após muito sofrimento, pessoal e profissional, o repórter e analista continua preocupadíssimo com os rumos do Brasil, com as demandas da sociedade, que exigem a democratização da mídia e um jornalismo plural, diverso, que represente o povo, seja sensível e atento às lutas e a crítica ao modelo neoliberal. Acompanho as lúcidas análises políticas dessa legenda do jornalismo crítico, desde o início da década de 80, período de minha adolescência, quando tomei conhecimento que existem várias formas de se tratar a notícia.

Helio Fernandes sempre tratou a informação de forma crítica e independente, expondo e debatendo todas as mazelas do sistema.

Aqui na TRIBUNA DA IMPRENSA SINDICAL tenho a satisfação de dividir espaço com quem sempre admirei e me espelhei para ser o profissional e pessoa que sou hoje, fazendo jornalismo com qualidade e compromisso social. Assim como o mestre, entendo que só com direito a informação plural e diversa, poderemos propor e construir uma democracia real e um verdadeiro projeto de nação. Parabéns pelos 98 anos mestre Helio, que você continue assim mais 1000 anos!

https://www.catarse.me/apoie_a_tribuna_da_imprensa_sindical_fc6b?ref=project_link