20.1.19

FAMÍLIAS E ESCOLAS USAM PRÁTICAS E EXERCÍCIOS MONTESSORIANOS, SEM ADERIR TOTALMENTE AO MÉTODO

Por TAIS FACCIOLI -

Conheça tabela que incentiva a autonomia das crianças, de acordo com faixa etária.


Existem escolas e famílias que seguem a filosofia montessori no Brasil. O método, no entanto, tem várias dicas bacanas que podem ser usadas no dia a dia, sem que haja a adesão por completo. Na Educação, isso já é muito comum. As linhas pedagógicas fazem trocas. Ou seja, muitas escolas do país, embora sigam outras metodologias, até mesmo tradicionais, adotam exercícios montessorianos. Dentro da sua casa, isso também pode acontecer.

Gabriel Salomão, que é doutorando da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP e especialista em Montessori, realiza cursos de introdução ao lar montessori. Ele conta que, nos seus cursos, sempre há algum momento em que diz para alguém: “não faça Montessori. Faça o máximo que puder do que aprendermos aqui. É suficiente.”

Respeitar a autonomia

Gabriel ensina que autonomia é a palavra-chave. A partir daí, é possível aplicá-la ao dia dia, à escola ou às relações de uma forma geral. É preciso fornecer as condições favoráveis para a criança se desenvolver com suas próprias ferramentas.

Em cada fase, de acordo com Salomão, predominam comportamentos específicos, o que permite elaborar possibilidades de aprendizado para as faixas etárias. Aos adultos, cabe confiar nos pequenos e observar com atenção o que as ações deles têm a dizer sobre suas demandas.

Observar é importante

É importante nunca interromper a criança envolvida em uma atividade que ela acha que pode fazer sozinha. Mesmo que você tenha o impulso de ajudá-la, tente se controlar e só interfira se ela pedir ajuda.

Tarefas de acordo com faixa etária

Um blog chamado Diiirce, sobre maternidade, criou uma tabela que orienta quais tarefas a criança pode fazer sozinha, de acordo com a idade. Esse quadro acabou viralizando nas redes sociais como se fosse Montessori. A autora do blog precisou explicar que a tabela não tem nenhuma relação com o método. Mas o fato é que o conteúdo é bastante parecido com a filosofia montessoriana, principalmente porque incentiva a autonomia. Por isso, achamos interessante publicar para avaliação dos pais e educadores. Afinal, boas dicas são sempre bem-vindas!

Veja a tabela:


Fonte: isacolli.com