11.1.19

FRACASSO RETUMBANTE, NA ESTRÉIA DO MAGISTRADO QUE NÃO QUERIA SER POLÍTICO

HELIO FERNANDES -


Logo depois da posse, um tremendo desafio dos bandidos do Ceará. O governador do estado anunciou publicamente: "A repressão na penitenciaria vai endurecer, não haverá tolerância com nenhum líder de facção". Como represália, os lideres presos, movimentaram seus coadjuvantes, implantaram o terrorismo na capital Fortaleza e em outras 6 cidades.

A comunidade foi atingida em cheio. Ninguém podia andar nas ruas, ônibus queimados em todos os lugares. Os lideres presos colocaram suas exigências, que o governador não podia aceitar. Desesperado, apelou e telefonou pedindo socorro ao ministro, que se proclamava poderoso e invencível. Moro não podia recusar, mandou 300 homens da Força Nacional. O caos aumentou, enviou mais 200 homens da Força. E está requisitando PMs de vários estados. E ontem, o caos dominava Fortaleza e mais 42 cidades. E ameaçava aumentar.

Leia mais na COLUNA

https://www.catarse.me/apoie_a_tribuna_da_imprensa_sindical_fc6b?ref=project_link