26.2.19

A REFORMA DA PREVIDÊNCIA: INTIMIDAÇÃO E TOTAL INCERTEZA

HELIO FERNANDES -


Prioridade absoluta nos 2 anos e meio do presidente corrupto e usurpador, teve o mesmo tratamento em quase 2 meses do domínio de Paulo Guedes, já que a questão, (como em quase tudo) Bolsonaro é apenas coadjuvante.O super ministro "decreta" o que vai acontecer, maneja e mobiliza números, com total desfaçatez. E quando encontra resistência, recorre á intimidação.

Seu projeto, que chegou á Câmara, é conclusivo e definitivo. Todo esburacado, cheio de incoerência e inconsequência, não admite discussão. Seus números e afirmações, não permitem controvérsias.

Leia mais na COLUNA