25.2.19

NO BRASIL VÁRIOS ESTADOS FALIDOS E BOLSONARO FAZ AJUDA HUMANITÁRIA NA VENEZUELA

EMANUEL CANCELLA -

Os bombeiros de Brumadinho, em Minas Gerais, estão com os salários parcelados (8).


Enquanto Lula, em campanha, prometia três refeições ao dia para o povo brasileiro, Bolsonaro prometia matar 30 mil, fuzilados. Quem sabe busque, com a guerra com a Venezuela, cumprir sua promessa de campanha! (3).

Lula colocou os jovens, filho do pobre nas escolas técnicas, nas universidades através do Fies, Prouni e programa de Cotas. E o  Ciência Sem Fronteiras levou o filho do pobre a estudar no exterior.

Bolsonaro que acabar com as férias, 13º e FGTS dos jovens (1). Bolsonaro faz mais pelos jovens, mandando-os para a guerra, ajudando Donald Trump a roubar o petróleo da Venezuela.

Enquanto Lula, em seu governo, alcançou o pleno emprego, Bolsonaro votou a favor da Reforma Trabalhista de Temer, que tirou dos trabalhadores direitos contidos na CLT (10). O Brasil alcança agora o recorde de desemprego em sua história (4).

Com Lula, além de o Brasil alcançar o pleno emprego (5), também atingiu o 6º maior PIB do mundo passando a Inglaterra (9).

Com a PEC da Morte, feita por Temer e apoiada e seguida por Bolsonaro, vários estados estão falidos e não têm dinheiro nem para pagar salários. Por exemplo, os bombeiros de Brumadinho, em Minas Gerais, estão com os salários parcelados. (6,7,8,10).

Bolsonaro quer fazer, no Brasil, a Reforma da Previdência aos moldes do Chile, a mesma que coloca o país andino no topo de suicídio dos aposentados (11).

Na Petrobrás, no governo de Lula se  desenvolveu tecnologia inédita no mundo, que permitiu a descoberta do pré-sal. Já Bolsonaro vai entregar a Cessão Onerosa, 5 BI de barris de petróleo destinada a financiar a produção do pré-sal, criada por Dilma, (2).

Nicholás Maduro enfrenta Donald Trump, que assim como fez no Iraque e Líbia, só quer tomar seu petróleo. Bolsonaro não só está entregando nosso pré-sal como, através da guerra, ajuda Trump nessa sua escalada do mal, apropriando-se da riqueza alheia.

E Bolsonaro publicamente, em seu voto pelo impeachment, elogiou o torturador de Dilma, Carlos Alberto Brilhante Ustra. A OAB chegou a pedir sua cassação (13). Bolsonaro elogiou também miliciano na Câmara dos Deputados (12). Então Bolsonaro age com sua coerência, quando apoia Donald Trump no roubo do petróleo da Venezuela!

Fonte: