19.2.19

NO BARRACO DO CLÃ BOLSONARO, O PORTEIRO É O JUIZ SÉRGIO MORO!

EMANUEL CANCELLA -

Bolsonaro admite que recebeu de 200 Mil de propina: “Qual partido não recebe?”(16)


Eu que já tinha dito que, no governo Bolsonaro, se cobrir é circo e se cercar é hospício, mas já vislumbrei outros cenários:

- O fato de os filhos de Bolsonaro serem chamados por número me remeteu para os irmãos metralhas do gibi.

- Olhando para a ministra Damares Alves, viajei até a ‘A família Monstros’. Damares, na minha imaginação, seria Lily Drácula Monstro.

Quem sabe Lily, amamentando um bebê com mamadeira de bico de pênis e  lendo para as crianças o Kit Gay, de sua imaginação? E quem sabe explicando como os holandeses masturbam os bebês a partir do 7 mês de nascimento? (2,3,4). Show!

- E olhando para Bolsonaro de paletó, camisa do Palmeiras e sandália me veio à lembrança do bêbado do Tom Cavalcante, João Canabrava: “ Passa a régua e Fecha a conta!”.

- Já o ministro da educação, o colombiano Ricardo Vélez Rodríguez, que chamou brasileiro de ladrão, personaliza a letra de Cazuza (1): ‘Transformam o país inteiro num puteiro Pois assim se ganha mais dinheiro”. E nada aconteceu com ele!

- O vice-presidente, Hamilton Mourão, propôs o fim do 13º e do abono de férias (13). E o governo chegou a anunciar o fim do 13º, férias e do FGTS para os jovens (14). Mas Mourão achou normal colocar o filho, como assessor da presidência do BB, ganhando salário de R$ 36,3 mil (15). Lembrei-me do personagem do Chico Anysio, Justo Veríssimo: Eu quero que pobre se exploda!

E o juiz Sergio Moro, que se projetou dizendo que combatia a corrupção, até agora, como ministro da Justiça de Bolsonaro, continua calado. Quem sabe agora, com o ministro Gustavo Bebianno, demitido por Bolsonaro e recebendo ameaça de morte, Moro dê um basta (5)?

Moro, que considerava o crime de caixa dois pior que corrupção, já perdoou o caixa dois do ministro Onyx Lorenzoni (6,7);

A Lava Jato, chefiada por Moro, omitiu-se, na eleição, sobre os crimes do assessor de Flavio Bolsonaro, o Queiroz (8) e também não deu qualquer explicação sobre as estreitas ligações do clã Bolsonaro com  as milícias (9,10).

Já passou da hora do Moro botar ordem neste barraco!

Fonte: