14.3.19

DELTAN DALLAGNOL SEM PROVAS, MAS COM CONVICÇÃO DENUNCIARIA BOLSONARO COMO MANDANTE DO ASSASSINATO DE MARIELLE?

EMANUEL CANCELLA -


O suposto assassino de Marielle Franco, o policial militar reformado Ronnie Lessa mora no condomínio onde reside Bolsonaro (9). A ligação da família Bolsonaro com Ronnie é muito forte. O filho de Bolsonaro namorou a filha do Ronnie Lessa. Bolsonaro tem até foto com Ronnie (6).

Além disso, a ligação do clã Bolsonaro com as milícias é muito estreita. Aliás, no carnaval, rolou a marchinha em várias regiões do Brasil: “Doutor eu não me engano, o Bolsonaro é miliciano! (11)”.

O filho de Bolsonaro, então deputado, Flavio Bolsonaro, defendeu na Alerj uma lei de legalização das milícias (1).

O mesmo deputado, Flavio Bolsonaro,  homenageou milicianos na Alerj e deu a eles a comenda mais importante da assembleia do Rio, a medalha Tiradentes (2).

Bolsonaro, na Câmara dos Deputados, homenageou milicianos e disse que seriam bem vindos ao Rio (3).

O Governador do Rio, Wilson Witzel, do partido de Bolsonaro ,estava no ato que rasgou a placa de rua em homenagem a Marielle(12).  Aliás, achei muita cara de pau do governador coordenar a entrevista coletiva da prisão dos assassinos de Marielle.

Eles querem que a sociedade acredite que a morte da vereadora seja um crime de ódio, ou seja, não tem mandante.

Disse o delegado do caso, Giniton Lages, que pistoleiros, matadores históricos do Rio de Janeiro, tenham agido por conta própria ao assassinar a vereadora Marielle Franco (PSOL) e o motorista Anderson Gomes, em 14 de março do ano passado (5).

O ex-presidente Lula está preso sem provas, só pela convicção do procurador da Lava Jato, Delatan Dallagnol, que o denunciou (10).

Lula continua preso enquanto conhecemos um pouco das convicções do senhor Dallagnol, como  quando ele, mesmo tendo residência própria onde labuta, e recebendo auxílio moradia, comprou duas casas do Programa Minha Casa Minha Vida e não foi para morar, foi para especular, ou seja, ganhar dinheiro com casas dirigidas aos muito pobres (7).

Dallagnol também está à frente da criação de um Fundo bilionário da Lava Jato, com dinheiro da Petrobrás, onde um dos compromissos é de repasse aos EUA de informações estratégicas do pré-sal. Diante da gritaria, o MPF suspendeu a criação do Fundo (8).

Ninguém pode ser denunciado, muito menos preso, sem provas, só com a convicção de quem quer que seja.

Além das provas, há de se garantir o amplo direito de defesa ao presidente Bolsonaro e que o processo, caso haja, seja transitado em julgado, para termos um juízo concreto do caso.

Mas é muita coincidência para ser só coincidência!

Fonte: