11.3.19

MILITARES, POLÍTICA E ECONOMIA NO SÉCULO XXI

PEDRO AUGUSTO PINHO -


As mudanças ocorridas no Brasil e no mundo, por coincidência desde o fim dos governos militares, em 1985, colocam as questões nacionais em nova perspectiva que não tem sido adequadamente entendida e respondida pela Academia e pelos agentes públicos e políticos.

Persiste o ranço da guerra fria, as oposições direita e esquerda, quando não civis e militares e questões identitárias que tomam conta, explícita ou implicitamente, dos debates. E nem estou tratando das propagandas eleitorais, onde a palavra tem a brevidade de um sopro e o sentido divorciado de sua filologia. Penso em bons analistas, intérpretes com aguda compreensão dos movimentos sociais.

Leia mais em OPINIÃO