9.3.19

UMA QUESTÃO MATEMÁTICA

MIRSON MURAD -

Jair Bolsonaro, Eduardo Bolsonaro e o assessor Fabrício Queiroz (Foto: Reprodução)
O expert em finanças políticas, mais conhecido como Queiroz, depois de diversos dias desaparecido, tendo dançado no hospital onde teria ido por problema de saúde e, por isso mesmo, não pode comparecer para explicar sua movimentação financeira milionária, enviou declaração onde tenta explicar que, com o dinheiro "arrecadado" entre os assessores do deputado Bolsonaro, ele triplicou o número de assessores contratando outros.

O deputado, por sua vez, declarou que desconhecia tal manobra. Contudo, é apenas uma questão de matemática. Com a presença de 300% a mais de assessores em seu gabinete, o deputado Bolsonaro não desconfiou de nada? Quem eram aquelas pessoas que ele não havia contratado mas lá estavam trabalhando em sua equipe de assessores?