11.4.19

HÁ ALGO DE PODRE NO REINO DA LAVA JATO

EMANUEL CANCELLA -

Lava Jato - do combate à corrupção ao negócio mais rentável da República!


O sonho do jovem brasileiro era trabalhar na Petrobrás até 2014, mais precisamente até a chegada da Lava Jato (1).

Em 2006, no governo Lula, a Petrobrás desenvolveu tecnologia inédita no mundo, que possibilitou a descoberta do pré-sal, o que garante nosso abastecimento de petróleo, no mínimo, nos próximos 50 anos.

E os governos do PT, de Lula e Dilma, fizeram mais, pois transformaram a Petrobrás numa empresa de energia.  E os petroleiros tinham aumento real, abono salarial, PLR, benefício Farmácia etc.. Quem é que não queria trabalhar na Petrobrás?

Aí, em 2016, o golpe tirou a Dilma, que não cometeu nenhum crime, e colocaram Michel Temer, três vezes denunciado por corrupção (2, 10,11).

Temer indicou para a presidência da Petrobrás o tucano Pedro Parente, mesmo este já sendo réu desde 2001, quando dera um rombo de R$ 5 BI na Petrobrás (12).

Desde Pedro Parente  até hoje, muito pelo contrário,  os petroleiros é que estão sem PLR, aumento real, abono e Benefício Farmácia, ainda pagam por um rombo feito, entre outros gestores, pelo ministro da Economia, Paulo Guedes.

Por esse rombo de R$ 1 BI nos fundos de pensão das estatais, entre eles o da Petros (3), os petroleiros, da ativa e aposentados, estão pagando 13% de seu salário, por 18 anos.

Hoje o sonho dos petroleiros é sair da Petrobrás para talvez trabalhar na Lava Jato, isto porque:

- A advogada da Lava Jato, Beatriz Catta Preta, ganhou 22 milhões por conduzir  nove  delações da Lava Jato (4). E abandonou e foi para Miami se dizendo ameaçada de morte.

- Carlos Zucoloto Junior, advogado da Lava Jato, compadre de Moro e ex-sócio de sua esposa, Rosangela Moro,  pediu US$ 5 milhões “por fora” a Rodrigo Tacla Duran, advogado da Odebrechet, para fazer delação premiada que, entre outras benesses, daria a Duran prisão doméstica e perdão de US$ 10 milhões em multa á Odebrechet (5,6).

- Além disso, os principais ladrões da Petrobrás estão em prisão domésticas cumprindo suas penas em verdadeiros clubes de lazer, construídos com dinheiro da roubalheira, entre eles (7) o diretor da Petrobrás, Paulo Roberto Costa; o presidente da Transpetro, Sergio Machado; Fernando baiano, operador do PMDB e o doleiro Alberto Youssef. Não sabemos se pagaram à Lava Jato “por fora”, mas considerando o faturamento de Catta Preta e o cobrado a Duran da Odebrecht, não deve ter sido barato.

- Sem contar que a Lava Jato, em poucos meses, destruiu a economia nacional, veja o vídeo (14). A Lava Jato destruiu inclusive a indústria naval brasileira (15). Quem financiou  e quem ganhou com essa destruição no Brasil?

- A Lava Jato ainda, diversificando seus negócios para além do combate à corrupção, criou duas fundações bilionárias, uma na Petrobrás e outra na Odebrecht (8,9).

No Brasil, até a criação da Lava Jato, segundo John D. Rockefeller costumava dizer: "o melhor negócio do mundo é uma companhia de petróleo bem administrada e o segundo melhor é uma companhia de petróleo mal administrada" (13).

Hoje, no Brasil, o melhor negócio do mundo não é petróleo é uma empresa de combate à corrupção, no caso a Lava Jato!

Fonte: