26.5.19

LAVA JATO DENUNCIOU LULA POR VISITAR O TRÍPLEX, E SE CALA COM OS 19 IMÓVEIS DE FLÁVIO BOLSONARO

EMANUEL CANCELLA -


A Lava Jato, chefiada pelo juiz Moro, na véspera da eleição, prendeu o ex- presidente Lula sem provas, com base em denúncia por convicção do procurador Deltan Dallagnol, entretanto se cala diante do maior escândalo do país que personifica no Queiroz (3).

Moro prendeu Lula num claro intuito de beneficiar Bolsonaro. Segundo o Ibope, Lula ganharia eleição em primeiro turno, e, debochando da opinião pública, virou ministro da Justiça de Bolsonaro (2).

O chefe do Queiroz, o senador Flavio Bolsonaro, aparece agora envolvido na compra e venda de 19 imóveis, num total de 9,425 milhões. Procuradores apontam indício de que Flavio Bolsonaro estaria operando lavagem de dinheiro (1).

E o Queiroz era, segundo o Coaf, o homem que despejava dinheiro na conta do clã Bolsonaro. Até a primeira dama, Michelle Bolsonaro, recebeu depósito de R$ 24 mil (6). A sociedade quer conhecer toda a movimentação da conta de Fabricio Queiroz, assessor de Flavio Bolsonaro, e de onde saía esse dinheiro.

Queiroz pagou R$ 133,5 mil em espécie, em janeiro, ao hospital Albert Einstein, que deveria informar quantas pessoas fazem esse tipo de pagamento, normalmente o pagamento é em cheque ou cartão de crédito (5).

O brasileiro faz piada dizendo que ainda bem que Flavio Bolsonaro comprou os imóveis, pois Lula e sua esposa, a saudosa dona Marisa Letícia, foram denunciados por só ter visitado o tríplex. Isso porque a Lava Jato insiste que o o imóvel seja de Lula, entretanto nunca apresentou qualquer prova, ou seja, registro de imóvel ou qualquer outro documento válido em nome de Lula (4).

A Lava Jato trata Flavio Bolsonaro como tchutchuca e Lula como tigrão!

Fonte: