9.6.19

BOLSONARO QUERIA FUZILAR FHC POR PRIVATIZAR A PETROBRÁS, E AGORA TEM O AVAL DO STF PARA VENDÊ-LA!

EMANUEL CANCELLA -


Creio que a atitude do juiz Sérgio Moro, então chefe da Lava Jato, de prender Lula sem nenhuma prova, na véspera da eleição, num claro intuito de favorecer Bolsonaro, e depois, sem nenhum pudor, virar ministro de Bolsonaro, é uma das páginas mais grotescas de nossa história politica.

A ação contundente de Moro, em prol de Bolsonaro, foi fundamental para sua eleição, já que o Ibope dizia que Lula ganharia eleição em primeiro turno (3).

O STF impediu também  Lula de ser ministro de Dilma, na decisão, o ministro Gilmar Mendes afirmara ter visto intenção de Lula em fraudar as investigações na Operação Lava Jato (1).Entretanto omite-se criminosamente e permite que Moro fosse ministro de Bolsonaro.

E agora, o mesmo STF, autoriza o governo Bolsonaro a privatizar:

STF determinou que a venda de qualquer ação de subsidiarias de empresas estatais ou mistas não precisa do aval legislativo ou de processo de licitação (2).

Foi assim também no governo de FHC, que tentou em vão privatizar a Petrobrás. Para desmoralizar a Empresa contou para isso com o apoio da Globo que, criminosamente, comparava a Petrobrás a um paquiderme e chamava os petroleiros de marajá.

FHC que se frustrou na tentativa de privatizar a Petrobrás como um todo, o que já havia feito com a Vale do Rio Doce. Mas FHC não deu o braço a torcer e transformou a Petrobrás em “Unidades de Negócios” para vendê-la fatiada, como agora autoriza o STF.

FHC só conseguiu vender, para Rpsol, 30% da Refap (Refinaria do sul) que depois o presidente Lula, quando assumiu o governo, recomprou (5).

Na época, o deputado capitão Bolsonaro ameaçava fuzilar FHC por vender estatais e entregar nosso petróleo (4).

Agora Bolsonaro anuncia a venda dos Correios, BR Distribuidora, metade das refinarias da Petrobrás e a Cessão Onerosa, que possui mais de 15 bilhões de barris de petróleo (6 a 10).

Ninguém fuzilou FHC como queria Bolsonaro, mas foi barrada grande parte da Privataria Tucana. Será que Bolsonaro vai conseguir privatizar?

Fonte: