6.6.19

BRIGADEIRO SÉRGIO FEROLLA: NÃO PODEMOS PERMITIR QUE NOSSO PETRÓLEO SEJA EXPLORADO PREDATORIAMENTE EM BENEFÍCIO DE EMPRESAS ESTRANGEIRAS!

EMANUEL CANCELLA -


No filme da campanha ‘Todo Petróleo Tem Que Ser Nosso – A Última Fronteira’ (1), disse o Brigadeiro Sérgio Ferolla: “Não podemos permitir que nosso petróleo seja explorado predatoriamente em beneficio de empresas estrangeiras”. Ferolla também é engenheiro, um dos criadores da Embraer, um dos fundadores do ITA e ex-ministro do STM (2,3):

O nacionalismo entre os militares, com a defesa das estatais e de nosso petróleo,  era uma coisa muito forte. Vários generais participaram da campanha do petróleo, entre eles o pai de FHC (Leônidas Cardoso) e o tio (Felicíssimo Cardoso).

Interessante é que FHC, em seu governo, na década de 90, traindo o pai e o tio, queria, mas não conseguiu, privatizar a Petrobrás. Para isso contava com apoio da Globo.

Na ocasião, para desmoralizar a Petrobrás, a Globo fez campanha maciça e sórdida contra a Empresa, comparando-a a um paquiderme e chamando os petroleiros de marajás.

Mas a grande resposta da Petrobrás e dos petroleiros veio em 2006, no governo Lula, com o desenvolvimento de tecnologia inédita no mundo, permitindo a descoberta do pré-sal.

O mundo aplaudiu a Petrobrás e por este feito a empresa ganhou da OTC, pela 3ª vez, o prêmio equivalente ao  “Oscar” da indústria do petróleo (4).

Mas a Globo não deu o braço a torcer e em dezembro de 2015 publica o editorial: “O Pré-sal pode ser Patrimônio Inútil “(5).

O apego dos militares com as estatais e a Petrobrás era tanta que um certo capitão do exército e deputado federal Jair Bolsonaro queria fuzilar FHC pela privatização da Vale  do Rio Doce e entrega do nosso petróleo.

Entretanto o capitão Bolsonaro virou presidente da República e hoje quer privatizar a BR distribuidora os Correios, metade das refinarias da Petrobrás e entregar a Cessão Onerosa, que possui mais de 15 bilhões de barris de petróleo (6 a 11).

Como diz o refrão da música do filme Todo Petróleo Tem Que Ser Nosso - A Última Fronteira (1):

Se o petróleo tá no fundo, bem no fundo, lá do mar, será que a gente joga para ganhar?

Fonte: