11.6.19

SETOR INDUSTRIAL CORTA EMPREGOS E ACHATA RENDA

REDAÇÃO -

O setor industrial se aproveita da nova legislação trabalhista para cortar postos de trabalho e reduzir os salários dos trabalhadores. Em cinco anos (2013/2017), o setor eliminou 1,3 milhão de vagas, quase 15% do efetivo total.


O número de trabalhadores caiu de 9,03 milhões em 2013 para 7,695 milhões em 2017, segundo pesquisa do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Um cenário bem diferente do período de 2008 a 2013, quando o setor registrou crescimento contínuo. Foram gerados 1,2 milhão de postos.

Além dos cortes, os salários também caíram. Média de 14,7% no período. Não é só isso. Os direitos também estão sendo cortados ou alterados. É o caso das normas reguladoras de saúde e segurança. O governo Bolsonaro reduziu as NRs, deixando o trabalhador mais vulnerável.

Os dados mostram a negligência das empresas. Nos últimos sete anos foram registrados 4,5 milhões de acidentes com trabalhadores industriais. Desses 16,9 mil foram fatais. Flexibilizar as normas de segurança, portanto, desprotege os trabalhadores e beneficia as empresas.

Fonte: CTB