1.7.19

HISTÓRICO ENCONTRO ENTRE KIM JONG UN E DONALD TRUMP NA FRONTEIRA DA COREIA

LUCAS RUBIO -

30 de junho de 2019 entrou para a História como mais uma marcante página das relações Coreia do Norte - Estados Unidos. KIM JONG UN, líder da República Popular Democrática da Coreia, encontrou-se com Donald Trump, Presidente dos Estados Unidos da América, em Phanmunjom, na fronteira que demarca a divisão entre o Norte e o Sul da Coreia.

O líder da Coreia Socialista com os presidentes da Coreia do Sul, Moon Jae-in, e dos EUA.
O encontro foi relâmpago e deixou o mundo surpreso. 66 anos depois da assinatura do Armistício da Guerra da Coreia, os supremos líderes dos dois países deram um histórico aperto de mãos sobre a linha divisória.

Nesse momento, KIM JONG UN convidou Trump a atravessar a linha de demarcação militar para o norte, o que foi aceito pelo signatário americano. Donald Trump se tornou hoje o primeiro presidente americano em exercício a pisar em território norte-coreano.

Depois, os dois líderes foram para a parte Sul da Coreia e se encontraram com o presidente daquele país, Moon Jae In. Logo depois de conversarem por alguns instantes, ocorreu uma conversa de portas fechadas entre EUA e Coreia.

Ambas as partes discutiram soluções para aliviar a tensão na Península Coreana, acabar com a relação desagradável entre os dois países e alcançar uma mudança dramática nesses vínculos. KIM JONG UN e Trump explicaram os seus pontos de preocupação a respeito e os assuntos de interesse mútuo, manifestando entendimento total e simpatia entre eles.

Acordaram em ter, no futuro, relações mais estreitas e promover diálogos produtivos para abrir uma nova brecha na desnuclearização da Península Coreana.

O Máximo Dirigente KIM JONG UN disse que o encontro histórico de hoje foi possível graças às excelentes relações de amizade com o Presidente Trump e falou também que esses vínculos terão bons resultados jamais previstos por alguém e funcionarão como uma força misteriosa capaz de superar todas as dificuldades e obstáculos.

Nas conversas esteve presente pela parte coreana Ri Yong Ho, membro do Bureau Político do Comitê Central do Partido do Trabalho da Coreia e membro do Comitê de Estado da RPDC e Ministro das Relações Exteriores da RPDC e da parte estadunidense compareceu Mike Pompeo, secretário de Estado dos EUA.

Depois do encontro, Trump, Moon Jae In e KIM JONG UN se despediram na fronteira e o líder norte-coreano retornou para sua Pátria. (Informe da KCNA - com adaptações)

*Lucas Rubio - Graduando em Letras com habilitação em Língua Russa pela UFRJ, Presidente do Centro de Estudos da Política Songun-Brasil, Coordenador do Núcleo de Política Internacional da Tribuna da Imprensa Sindical.