23.4.17

1 - ARCEBISPO CONVOCA GREVE GERAL: “VAMOS PARAR O BRASIL”[VÍDEO]; 2 - DELATADO POR PROPINA DE US$ 40 MILHÕES, TEMER DIZ SER TRISTE VER PARTE DO GOVERNO ENVOLVIDA EM CORRUPÇÃO

REDAÇÃO -


A Greve Geral que deve paralisar o Brasil próxima sexta-feira, 28, ganhou reforço de membros da igreja Católica. Na Paraíba, o arcebispo dom Manoel Delson Pedreira da Cruz, que foi anunciado pelo Vaticano no início do mês passado como novo arcebispo do estado, gravou uma mensagem convocando a população para participar das manifestações contra a reforma da Previdência.

“Sabemos que esta reforma implica em tirar direitos adquiridos dos trabalhadores e assegurados na Constituição de 1988”, diz com Manoel. “Convocamos todos os trabalhadores a participarem desta grande manifestação, dizendo a palavra que o povo não aceita a reforma da Previdência nos termos que estão anunciando”, afirmou o arcebispo.

Em março, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), chegou a emitir uma nota aprovada em seu Conselho Permanente sobre a reforma da Previdência. O documento afirma que a seguridade não é uma concessão governamental, mas sim direitos sociais conquistados com intensa participação democrática.

“Em nossa opinião, trata-se do desmonte da Previdência Pública e da retirada dos direitos trabalhistas garantidos pela CLT. Por isso, conclamamos todos, neste dia, a demonstrarem o seu descontentamento, ajudando a paralisar o Brasil”, diz trecho de nota conjunta divulgada por entidades.

Além de Dom Delson, quem também está engajado nos preparativos do “Vamos parar o Brasil”, é Dom Genival Saraiva de França, atual administrador apostólico da Arquidiocese da Paraíba. Na última quarta-feira (20), ele esteve reunido com integrantes da Frente Brasil Popular na Paraíba, discutindo detalhes do protesto. (via Pernambuco247)


***
Delatado por propina de US$ 40 milhões, Temer diz ser triste ver parte do governo envolvida em corrupção

Em mais uma de suas declarações fora da realidade, Michel Temer disse achar “triste” ver dezenas de parlamentares e oito ministros de seu governo acusados de corrupção na Lava Jato, ignorando completamente que ele próprio é delatado por negociar uma megapropina para seu partido.

“Sim, me parece triste, não posso dizer outra coisa. Mas é necessário esperar que o Poder Judiciário condene ou absolva as pessoas”, declarou em entrevista ao canal de TV espanhol ‘TVE’, que foi gravado na quinta-feira 20 e exibido neste sábado 22 na Espanha.

“O Brasil não para, portanto não serão os efeitos de atos de corrupção que poderão parar o país”, completou Temer.  A entrevista foi concedida às vésperas da visita do primeiro-ministro da Espanha, Mariano Rajoy, ao Brasil, na segunda e terça-feira.

Temer é acusado em delação da Odebrecht de ter participado de uma reunião em que foi acertada uma propina de US$ 40 milhões para o PMDB. Ele confirma a existência e a participação na reunião, mas nega a negociação do repasse ilegal. Temer só não é investigado porque o procurador-geral, Rodrigo Janot, lhe deu imunidade, usando para isso uma jurisprudência equivocada.

Na entrevista, ele também disse considerar que o juiz Sergio Moro, que julga os processos da Lava Jato em primeira instância, “cumpre seu papel adequadamente”. “Creio que ele [Moro] cumpre seu papel adequadamente, qualquer consideração negativa que eu faça sobre as delações será prejudicial porque pode passar a ideia de que se quer acabar com a Lava Jato”, declarou. (via Brasil247)

O MAIOR PICARETA DO BRASIL, MICHEL TEMER, ALERTA: CASOS DE CORRUPÇÃO NÃO VÃO PARALISAR O BRASIL

EMANUEL CANCELLA -

...Michel Temer acaba de perdoar divida de R$ 20 BI do banco Itaú com a Receita Federal...


Matérias de capa publicada hoje domingo, 23/04/17, em o Globo e na Folha, de Michel Temer falando a imprensa espanhola: o Globo, “Não será a corrupção que poderá parar esse país”, Folha “ Efeitos da corrupção não poderão parar o país”.

Provavelmente a mídia retribui o aumento astronômico de verba que Temer repassa para as empresas de comunicação. Não podemos esquecer que o dinheiro que compra a cumplicidade da mídia é dinheiro público.

Quem sabe na próxima edição nossa mídia golpista não traga uma palavra de ordem do chefe  de um dos comandos que controlam o crime organizado no país, de como diminuir a violência?

Também o que esperar de uma mídia corrupta e golpista? O Globo e  Folha entre outras empresas de comunicação envolvidas em picaretagens na lavagem de dinheiro no Swssleaks cujo valor envolvido é de cerca US$ 7 BI, ou seja, burlaram a Receita Federal (2).

No Brasil a malha fina só pega o trabalhador, enquanto os ricos além da impunidade tem seus nomes resguardado pela Receita Federal. Alias, o presidente golpista, Michel Temer acaba de perdoar divida de R$ 20 BI do banco Itaú com a Receita Federal (1).

Mas do que fazermos a lei dos meios, a que controla os meios de comunicação, que diga-se de passagem existem em todo o mundo desenvolvido, temos que botar na cadeia grande parte dos corruptos donos de empresa de comunicação.

Fonte:

*Emanuel Cancella, OAB/RJ 75.300, integra a coordenação do Sindipetro-RJ e da Federação Nacional dos Petroleiros (FNP), sendo autor do livro “A Outra Face de Sérgio Moro”

SALVADOR SEDIA II SIMPÓSIO SOS BRASIL SOBERANO – ENGENHARIA, TECNOLOGIA E APROVEITAMENTO DE RECURSOS NATURAIS


Com o objetivo de promover o debate e buscar soluções para a crise institucional que o país enfrenta, o contexto de retrocessos promovido pelo governo Temer, que ameaça trabalhadores e trabalhadoras e coloca em risco a soberania nacional, o Sindicato dos Engenheiros no Estado da Bahia (Senge-BA), a Federação Interestadual de Sindicatos de Engenheiros (Fisenge) e o Sindicato dos Professores de Instituições de Ensino Superior da Bahia (Apub) promovem no dia 27 de abril, das 9h às 18h, na Escola Politécnica da UFBA, o II Simpósio SOS Brasil Soberano. O evento, idealizado pelo Sindicato dos Engenheiros do Rio de Janeiro (Senge-RJ), teve sua primeira edição na capital carioca, no dia 31 de março, e continuará em Belo Horizonte (maio) e Curitiba (junho).


Em Salvador, o Simpósio será composto de duas mesas: “O papel das empresas estatais e privadas no país soberano”, que terá como palestrantes o historiador Valter Pomar, o geólogo e ex-diretor da Petrobras Guilherme Estrella, o jornalista Fernando Brito, do blog Tijolaço, e o engenheiro naval Alan Paes Leme Arthou, que foi gerente executivo do Programa de Desenvolvimento de Submarino com Propulsão Nuclear da Marinha (Prosub); e “Exploração e uso dos recursos naturais”, com a participação de Vicente Andreu, diretor-presidente da Agência Nacional de Águas (ANA), de Sérgio Gabrielli, ex-presidente da Petrobras, do professor e engenheiro civil Asher Kiperstok e do professor Luis Fernandes, do Instituto de Relações Internacionais da PUC-RJ e do Instituto Rio Branco do Ministério das Relações Exteriores (MRE).

As atividades visam construir uma proposta aberta, ampla, rumo à retomada de um desenvolvimento justo, autônomo e democrático.

As inscrições são gratuitas e podem ser realizadas através do e-mail simposiobrasilsoberano@gmail.com ou diretamente pelo link. Participantes inscritos terão direito a certificado.

Saiba mais sobre o projeto SOS Brasil Soberano através do site

SERVIÇO
O QUE: II SIMPÓSIO SOS BRASIL SOBERANO
QUANDO: 27 de abril de 2017, das 9h às 18h
ONDE: Auditório Leopoldo Amaral – Escola Politécnica da UFBA (R. Prof. Aristides Novis, 02 – Federação)
INSCRIÇÕES: simposiobrasilsoberano@gmail.com ou clicando aqui.

Assessoria de Comunicação
Sindicato dos Engenheiros da Bahia – SENGE-BA
Contato: (71) 9901-1959/ (71) 3335-0510

FUTEBOL BRASILEIRO O MELHOR E TAMBÉM O PIOR DO MUNDO, CLUBES AFUNDAM ENQUANTO DIRIGENTES LUCRAM

ALCYR CAVALCANTI -


O futebol é um jogo, um esporte, uma paixão nacional, mas sobretudo para os dirigentes é um grande negócio perfeitamente inserido em um sistema, onde o lucro é a lei e que deve ser conseguido a qualquer custo. O Brasil sempre foi um celeiro de craques que apareciam aos milhares. Com a "modernização" do futebol a ganância é a lei e os futuros craques que em verdade são poucos são vendidos quando começam a despontar. Em verdade a terra de jogadores que teve de um lado em São Paulo um ataque onde brilhavam Pelé, Coutinho e Pepe para enfrentar do outro lado no Rio de Janeiro um ataque onde brilhavam Garrincha, Pelé e Zagalo tem hoje nenhum craque a apenas alguns bons jogadores. Em 1970 mais de quarenta jogadores de alto nível foram convocados apenas 22 foram campeões mundiais.

Nosso futebol pentacampeão fica subordinado a uma entidade que está sob fortes indícios de corrupção na justiça, com o ex-presidente José Maria Marin preso, o atual presidente Marco Polo del Nero indiciado, impossibilitado de sair do país porque vai ser trancafiado sumariamente e com Ricardo Teixeira que dominou a entidade durante vários  anos  correndo sério risco de passar uma temporada na cadeia. Em 2014 tivemos uma Copa do Mundo, foram construídos doze estádios, bastariam oito, visto que eram oito chaves. Obras foram superfaturadas, estádios foram transformados em Arenas com capacidade reduzida e com grande aumento de preços, a maior parte deles está abandonada com grande prejuízo para os estados.  Essa mesma entidade desorganizou de vez nosso esporte, que já foi das multidões e fez um calendário surreal com partidas superpostas em disputa de torneios e mais torneios que nada valem, a não ser encher os bolsos de dirigentes inescrupulosos e empresários que se assemelham a aves de rapina. São tantos jogos que ninguém mais se entende. É Campeonato Estadual, Copa Brasil, Torneio Rio-Sul-Minas, Copa Libertadores, Copa Sulamericana e alguns caça niqueis menos votados Nesta confusão, em um salve-se quem puder a grana está entrando nos bolsos dos dirigentes, as televisões enchem a burra de dinheiro, os jogadores passam a ser meras peças de reposição na "indústria do entretenimento", os estádios se transformam em arenas e o torcedor que se exploda. Tristes Trópicos.

COMO SE EXPLICAM AS MOVIMENTAÇÕES MIDIÁTICAS ATUAIS DO GOLPISTA USURPADOR

MÁRIO AUGUSTO JAKOBSKIND -


O golpista usurpador Michel Temer está dando uma de fazer teatro. Depois das entrevistas exclusivas em alguns canais, convida seus áulicos da Câmara dos Deputados para um café da manhã e discursa de forma nervosa exortando seus pares, a maioria eleita com o apoio financeiro de empresas, para aprovarem a reforma previdenciária e também a trabalhista.

As televisões mostraram o encontro com os apoiadores do governo golpista, que ouviram atentamente a preleção, e que Temer quer aprovar o mais rápido possível. O golpista usurpador tem consciência que só ocupa a Presidência da República para realizar as tais reformas perniciosas aos trabalhadores brasileiros. Temer e o seu ministro da Fazenda chantageiam com ameaças do tipo “se não for aprovada a reforma da Previdência o Brasil vai quebrar” e outras advertências do gênero.

Mas na hora em que uma Comissão Parlamentar de Inquérito, já aprovada no Senado, quer colocar a limpo se a Previdência está ou não deficitária, os partidos aliados do golpista fazem de tudo para evitar a abertura da CPI, evitando a indicação dos integrantes. O tema é silenciado pela mídia comercial conservadora, que a cada momento só divulga a versão de Henrique Meirelles, o tal ministro que aparece muito para advertir em cima de dados não checados.

Temer imagina que os seus discursos bastam para convencer quem está sintonizado nos canais divulgadores. E, para completar a estratégia, Temer convidou o papa Francisco para vir ao Brasil, mas o sumo pontífice preferiu declinar do pedido e deu o recado chamando a atenção do presidente ilegítimo sobre os pobres.

Na verdade, o papa repete o que fez quando o presidente argentino, Maurício Macri, o convidou para visitar o país. O Papa não quer compactuar com esquemas que só fazem o jogo do mercado, sempre em detrimento dos setores mais pobres. No Brasi,l esse jogo está cristalino e basta observar que Temer só tem consultado empresários para dar seus passos. Ele só ocupa o lugar que está ocupando para fazer esse jogo, que está ficando cada vez mais claro, mesmo tendo o ocupante ilegítimo do Palácio do Planalto tentado enganar os incautos. Ele acha que os seus discursos são convincentes.

Essa é a realidade brasileira atual. Somam-se a isso as inúmeras delações premiadas, que de um modo geral a mídia comercial conservadora apresenta como se fossem uma verdade absoluta, dando ênfase as denúncias aos que se opõem ao atual estado de coisas.

*Via site Brasil de Fato

O PASSADO DO FRACASSO OU O FUTURO DA FRUSTRAÇÃO?

CARLOS CHAGAS -


Destinam-se ao fracasso a greve geral marcada  pelas centrais sindicais no próximo dia 28 e a manifestação em favor do Lula, que o PT pretende realizar em Curitiba a 3 de maio. Não que os trabalhadores estejam satisfeitos com o governo Michel Temer, muito pelo contrário. Da mesma forma, os companheiros sabem que seu partido anda na baixa e dificilmente sensibilizarão a capital do Paraná numa quarta-feira.

Pode até ser que os fatos desmintam as previsões, mas a verdade é que o Brasil de verdade faz tempo desligou-se do Brasil de mentirinha. Os 13 milhões de desempregados não podem fazer greve, enquanto ao PT, posto em frangalhos, falta motivação para antecipar a sucessão presidencial de 2018.

Mais do que indignar-se diante das delações que se sucedem todos os dias, o povão dedica profundo desprezo às informações sobre a corrupção que nos assola. Não parece disposto a se deixar influenciar pelos que sustentam a volta ao passado ou os que programam um futuro ainda pior.

Numa palavra, a nação rejeita as reformas fajutas do governo Michel Temer tanto quanto dá as costas aos que falharam na tentativa de mudá-la. O povão não irá às ruas, nem para exaltar o modelo que não deu certo, nem para apoiar as elites que pretendem aumentar seus privilégios e suas benesses.

Vale repetir, a vida é sempre mais fascinante do que a ficção: quem garante que não prevalecerá o passado do fracasso ou o futuro da frustração? Ou, numa terceira hipótese, que continuará tudo como está?

22.4.17

O BRASIL SOB A DITADURA GLOBO-LAVA JATO

JEFERSON MIOLA -


É difícil aceitar a dolorosa realidade, mas o Brasil está, efetivamente, sob um regime ditatorial. O golpe de 2016 e o regime de exceção evoluíram para a ditadura jurídico-midiática da Rede Globo com a Lava Jato e setores da PF, judiciário e STF. Assim como na ditadura instalada com o golpe de 1964, a engrenagem desta ditadura também contou com a participação decisiva da Rede Globo.

O editorial do jornal O Globo deste 22 de abril, por ironia o dia que marca 517 anos da descoberta do Brasil pelos dominadores portugueses, revela a simbiose estratégica entre a Globo e a força-tarefa da Lava Jato. Ambos, a serviço de interesses estrangeiros, adotam idêntica linguagem, empregam os mesmos métodos, e partilham do mesmo ódio fascista aos seus inimigos.

No editorial “Cerco de depoimentos confirma Lula como o chefe”, o Globo conclui existir “estridente evidência de que Lula não poderia desconhecer aquilo tudo”. No dicionário do regime de exceção, “estridente evidência” é sinônimo de “não temos provas, mas temos muita convicção”.

A imputação da Globo – “Lula como o chefe” – é variante daquela acusação leviana, apresentada no power-point do fanático procurador Deltan Dallagnol: “Lula é o comandante máximo do esquema de corrupção”.

Num tom inquisitorial, medieval, O Globo sentencia: “O desnudamento de Lula em carne e osso, em praça pública, com os pecados da baixa política brasileira, parece apenas começar”. Por outra ironia da história, esta frase dantesca foi escrita no dia seguinte ao feriado nacional de 21 de abril, data em que se homenageia o revolucionário Tiradentes, Joaquim José da Silva Xavier, líder da Inconfidência Mineira na luta de libertação do Brasil da Coroa Portuguesa que em 21/4/1792 foi enforcado, esquartejado e as partes do seu corpo expostas “em carne e osso, em praça pública” – como preconiza a Globo – para desencorajar os revoltosos pela liberdade e pela independência.

O sistema político foi estrategicamente destroçado. Os sem-voto hoje deliberam sobre a política e os destinos do país, num contexto de flagrante ilegitimidade e desordem institucional. O Brasil não se movimenta para nenhum lado antes de assistir, todas as noites, as edições maniqueístas do Jornal Nacional – verdadeiras ogivas nucleares lançadas para dizimar a imagem do maior líder popular do país.

O que seria inconcebível numa democracia saudável é naturalizado no regime de exceção – como, por exemplo, o vídeo dos obscurantistas procuradores Dalagnoll e Carlos Fernando insuflando a população contra o Congresso para impedir a aprovação do projeto de lei que pune o abuso de autoridade deles próprios, posto que se consideram soberanos, acima das Leis e da Constituição.

O Congresso, dominado por uma maioria de parlamentares corruptos e ilegítimos que perpetrou o golpe de Estado com o impeachment fraudulento da Presidente Dilma, promove a destruição dos direitos econômicos e sociais e entrega a soberania nacional esperando, em troca, ser retribuído pela ditadura jurídico-midiática.

Os empreiteiros já condenados na Lava Jato agora mudam o conteúdo dos depoimentos prestados no início da Operação e passam a fabricar mentiras [como a invenção de que Lula teria mandado destruir provas] para que o justiceiro Sérgio Moro consiga inventar, na audiência judicial de 3 de maio, um crime que caiba no Lula.

A prisão dos empreiteiros é usada como barganha e moeda de troca para fazer com que estes mesmos grupos capitalistas que corrompem o sistema político há décadas, ajudem a ditadura Globo-Lava Jato na missão doentia de liquidar Lula e o PT.

Em novembro de 2016, o presidente da Andrade Gutierrez, Otávio Azevedo, mentiu e prestou falso testemunho no TSE com o objetivo de dar causa à cassação do registro do PT pelo tribunal presidido pelo tucano Gilmar Mendes, no que foi desmascarado pelas provas apresentadas pela defesa da Dilma. Apesar do dolo comprovado, o safado empresário ficou impune, não foi punido.

A mudança das delações da Odebrecht e da OAS, forçada para incriminar o ex-presidente Lula, é um atentado ao Estado de Direito e à democracia. Esta prática corrente, de arbítrio da Lava Jato, só é possível porque a Operação foi concebida como um organismo monolítico dos militantes tucanos incrustrados na PF, no MP e no judiciário – todos eles [delegados da PF, procuradores e juízes], sem exceção, com manifestações odiosas nas redes sociais – anti-PT, anti-Lula e pró-PSDB.

Não existe na força-tarefa um único funcionário público com perspectiva jurídica dissonante, o que asseguraria equilíbrio, isenção e imparcialidade da Lava Jato. O controle ideológico da Operação por aqueles agentes partidarizados é absoluto; e, por isso, a Lava Jato se converteu neste campo livre e desimpedido para o arbítrio que se conhece.

A Lava Jato se afastou definitivamente do escopo investigativo e criminal e adentrou no território perigoso do nazi-fascismo; naquilo que Hannah Arendt conceituou como “a banalidade do mal” – um ambiente institucional propício às escolhas autoritárias, ditatoriais, fascistas.

A situação do Brasil no pós-golpe se encaminha para um regime ditatorial de novo tipo, diferente dos regimes ditatoriais do passado. A ditadura de hoje não é civil-militar; porque é jurídico-midiática.

O padrão da resistência democrática, por isso, tem de mudar, não pode seguir o mesmo curso. A Lava Jato espezinhou totalmente o sistema político [a sobrevivência do Temer e da cleptocracia golpista se deve a isso]; a Operação vergou a resistência do grande capital, que é uma espécie de Estado paralelo dentro do Estado de Direito, fazendo com que os grandes capitalistas se insurjam [contraditoriamente] contra Lula, o governante que mais expandiu o capitalismo brasileiro.

Agora, com a ditadura jurídico-midiática, a Globo e a Lava Jato assumem a dominância absoluta do projeto transnacional de dominação anti-popular e anti-nacional.

A luta em defesa da Constituição e pela restauração do Estado de Direito no Brasil tem de subir de patamar – a desobediência civil é um direito humano inalienável; um direito legítimo e uma forma de luta eficiente contra as ameaças totalitárias e contra as formas de dominação baseadas na tirania e na opressão.

ENTREVISTA – “O SONHO SEGUE VIVO NA COREIA SOCIALISTA” LUCAS RUBIO, COORDENADOR DO CENTRO DE ESTUDOS DA POLÍTICA SONGUN-BRASIL [VÍDEO]

ILUSKA LOPES -

Depois da parada militar em Pyongyang no ultimo dia 15, milhares de civis lotaram a Praça Kim Il Sung em uma grande demonstração de amor a Pátria Socialista.
O entrevistado de hoje é também novo colaborador do site TRIBUNA DA IMPRENSA Sindical, o convite surgiu durante o bate papo com o editor Daniel Mazola. Universitário, LUCAS RUBIO, 20 anos, cursa Letras (Português e Russo) na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e representa o Centro de Estudos da Política Songun no Brasil (CEPS-BR). Com sede no Rio de Janeiro, o CEPS-BR visa estudar a doutrina militar da República Popular Democrática da Coreia (RPDC).

Lucas Rubio (foto) começou a se interessar por política no inicio da adolescência, ficava impressionado ao assistir o noticiário televisivo divulgar bizarrices sobre o pequeno país asiático, absurdos como: “todos os civis estão apoiando o regime assassino e assistindo o desfile militar, pois do contrário não terão comida e morrerão de fome”. Foi assim que passou a ter grande interesse em conhecer a fundo o regime socialista da Coreia do Norte e entender como de fato a população vivia naquele pequeno país, com aproximadamente o tamanho do Estado de Roraima e 24 milhões de habitantes.

No atual cenário, Lucas explica que “a ida da esquadra do EUA foi um jogo teatral para intimidar a Coreia do Norte, o país não está disposto a sofrer intimidações, nem se dobrar a provocações. Na parada militar que ocorreu no dia 15 de abril em comemoração aos 105 anos de nascimento do patriarca KIM IL SUNG, avó do atual líder da nação, KIM JONG UN, a Coreia do Norte mostrou que tem sim um míssil intercontinental, e está muito preparada no programa militar, isso da à Coreia Socialista poder de negociação muito maior no jogo geopolítico”.

Parada militar em comemoração ao 105º aniversário de nascimento do fundador da Nação, KIM IL SUNG
A Revolução da Coreia Socialista nasce da luta contra o imperialismo japonês na década de 1920 e seguiu posteriormente contra os Estados Unidos. Lucas destacou: “Após a independência política em 1948, se consolidou a Política Songun para garantir a soberania e defesa do seu povo. O que possibilitou a sobrevivência do regime da Coreia Socialista, durante décadas, foi o investimento em pesquisa militar e armamento. O país sofre até hoje com embargos econômicos iguais aos sofridos pelo regime Cubano, mesmo assim mantêm a nação alimentada, com saúde e educação de primeira qualidade, totalmente gratuito, consciente e politizada. As palavras soberania e independência tem uma importância enorme para a Coreia Socialista, eles lutam para manter isso, a manutenção da nação é vital. A Coreia do Norte não está conduzindo um programa nuclear para bombardear o mundo, apenas para existir, se defender contra o imperialismo dos EUA. (...) Há mais de 70 anos os EUA provocam e tentam intimidar a Coreia Socialista, mesmo assim a Coreia do Norte sempre saiu vitoriosa nas tentativas de destruição do seu regime (suposta ditadura). A Coreia Socialista mais uma vez deu as cartas e ensinou os EUA como é a regra do jogo”.

Lucas Rubio lembrou que os EUA vivem de intimidações e chantagens para garantir a própria hegemonia política e econômica, que a Coreia do Norte é atacada pelos EUA desde o fim da Segunda Guerra Mundial, e que sempre foram derrotados, enfatizou. No ultimo domingo publicamos o seguinte artigo do entrevistado: “A PARADA MILITAR DA COREIA SOCIALISTA [VÍDEO]”, o texto teve grande audiência e repercussão. É a versão contrária da reproduzida pelos barões da mídia, recomendo a todos (as)!

Na próxima semana publicaremos o final dessa entrevista. Agora confira a primeira parte:

IMPUNIDADE FAZ JORRAR SANGUE EM MATO GROSSO

Por MARCELO AULER - Via blog do autor -


Em pleno século XXI as práticas de pistolagem que parecem coisa do passado continuam vigorando – e deixando rastro de vítima e fazendo jorrar sangue – na disputa por terras. Nove vítimas se somarão às 61 contabilizadas em 2016 além das 50 de 2015. Esses novos assassinatos foram cometidos quinta-feira (20/04) na Gleba Taquaraçu do Norte, na região de Colniza (a 1.018 km de Cuiabá). Mortes provocadas por pistoleiros – no caso, um grupo denominado “Encapuzados” – provavelmente a mando de grandes produtores de olho nas terras ocupadas por cerca de 100 pessoas.

Leia mais em POLÍTICA

1 - AMIGO E “SONHO” DE AÉCIO PARA O GOVERNO DO RIO DE JANEIRO, BERNARDINHO TROCA O PSDB PELO PARTIDO NOVO; 2 - JUSTIÇA AUTORIZA PUBLICAÇÃO DE LIVRO DE AUTOR QUE USA PSEUDÔNIMO EDUARDO CUNHA

REDAÇÃO -


Ex-treinador da seleção brasileira de vôlei se filiou à nova legenda ainda no início do ano passado. Mas mudança partidária só foi descoberta por tucanos há dois meses, que ainda tentam convencê-lo a voltar ao PSDB para disputar as eleições de 2018.

Bicampeão olímpico com a seleção masculina de vôlei, o técnico Bernardinho trocou o PSDB pelo Partido Novo, legenda que estreou nas eleições do ano passado. Amigo pessoal do presidente do PSDB, Aécio Neves (MG), o vitorioso treinador era aposta do tucano para a disputa ao governo do Rio de Janeiro em 2018. Aécio, porém, ainda tenta reverter a decisão e convencer o ex-comandante da seleção brasileira a voltar à sigla.

Lei mais em POLÍTICA

SOZINHO E ABANDONADO

CARLOS CHAGAS -


Chega a dar pena o abandono em que se encontra o ex-presidente Lula. No caso, abandonado por antigos amigos e líderes políticos de diversos matizes. Quanto a seus eleitores e admiradores, será melhor aguardar as manifestações programadas para a greve geral, dia 28, e demais protestos contra as iniciativas do governo Michel Temer e o próprio presidente.

O que salta aos olhos é o comportamento da mídia, das elites e dos partidos até pouco formando ao lado do primeiro companheiro. Teriam um apartamento de luxo no Guarujá e um sítio em Atibaia bastado para transformar um ex-operário em réu sem sentença e sem perdão?

É certo que os salários de torneiro-mecânico e depois, de presidente da República por oito anos, além de uma aposentadoria, não bastariam para justificar um patrimônio do valor apresentado pelo Lula. Só que não constituem motivo para a transformação do Lula em réprobo ou inimigo público número um. Por trás dessa carga de cavalaria desenvolvida contra ele não estão erros e exageros praticados no passado. Abre-se o medo do futuro. Há meses que ele lidera as pesquisas presidenciais para 2018. Diante da possibilidade de voltar ao palácio do Planalto, levantam-se as elites temerosas de que, eleito, ele desmanchará diretrizes e realizações de Michel Temer favoráveis à manutenção das massas assalariadas no patamar da pobreza e da indigência. É o medo dos poderosos de perder os privilégios que agora vem sendo restabelecidos pelas reformas neoliberais daqueles que tomaram o poder.

CAMPANHA – Por isso desencadeia-se a campanha que é menos contra o ex-presidente e mais em favor do que representaria sua volta ao poder, ou seja, o fim das mudanças previdenciárias, trabalhistas e fiscais favoráveis às elites.

Ignora-se em que vão dar os choques e as tertúlias entre as duas forças secularmente empenhadas na luta pelo poder. O Lula é apenas um símbolo. Se quiserem, um detalhe: a retomada de medidas que poderiam melhorar a vida dos menos favorecidos.  A interrupção da escalada que manterá os benefícios das elites. Assim, tornou-se um perigo para os mesmos de sempre. Mesmo que para afastá-lo o argumento se concentre num apartamento de luxo e num sítio paradisíaco em meio à Serra do Mar…

URGE QUE O MPF PUNA O JUIZ SÉRGIO MORO E O PROCURADOR DELTAN DALLAGNOL, POR OFENSAS A LULA

EMANUEL CANCELLA -


Juiz Moro, chefe da operação Lava Jato, e o chefe da Força Tarefa da operação, Deltan Dallagnol, ofenderam Lula, na honra do funcionário público, já que o acusaram de vários crimes, mas sem qualquer tipo de prova.

Luiz Inácio lula da Silva foi, por oito anos, o presidente do Brasil, eleito por ampla maioria dos brasileiros. E ainda saiu de seu segundo governo com mais de 80% de aprovação popular. O cargo de presidente equivale ao de funcionário público número um.

Moro e Dallagnol, com a denúncia e acusação sem provas, não estariam ofendendo assim a honra do funcionário público, Lula? Está muitíssimo claro que se trata de perseguição política, pois estão desesperados para afastar Lula das eleições de 2018 e como não têm nada contra ele, inventam.

E ambos, juiz Moro e Dallagnol, agiram em dobradinha, já que o procurador Dallagnol denunciou e o chefe da operação, juiz Sérgio Moro, aceitou a denúncia vazia, num espetáculo deprimente de dois operadores da lei. Isso porque foram palavras do próprio procurador Dallagnol, "Lula, sem provas, mas com convicção, seria o comandante máximo da corrupção na Petrobrás".

Aliás, em dezembro de 2016, Moro pediu e o MPF me denunciou, por possível ofensa ao funcionário público. Fui intimado, provavelmente por escrever um livro, exercendo meu direito de crítica até hoje garantido pela Constituição Federal, “A outra face de Sérgio Moro” ou por ter denunciado formalmente ao MPF, em novembro de 2016, a omissão da Lava Jato em relação à gestão do tucano Pedro Parente. Saiba dos locais de venda do livro(6).

Parente está liquidando a Petrobrás, vendendo ativos públicos, sem licitação, para quem e por quanto ele quer. Com o agravante de que Pedro Parente já é réu em outra ação sobre venda de ativos, quando ministro de FHC (1).

Na mesma tese de acusar sem provas, Moro e Dallagnol acusam Lula de ser proprietário de um apartamento triplex e de um sítio. A sociedade e qualquer estudante de direito sabe que, de forma elementar que  para provar se alguém é proprietário de um imóvel,  basta a escritura.

Mas essa turma quer provar que Lula é dono do triplex, com base em nada, já que a escritura está em nome da OAS. Simples assim. Há relatório da PF comprovando que Lula não é o dono do tríplex (5). Mas a Lava Jato insiste em perseguir Lula para prendê-lo ou para retirá-lo do páreo em 2018, impedindo-o de se candidatar.

Fazem o mesmo com o sítio em Atibaia, cuja escritura não tem nada a ver com Lula, mas querem provar a propriedade com a afirmação de que Lula teria ido lá 101 vezes (não sei como contaram), ou porque lula comprou pedalinhos e um  barco sem motor.

O Detran, quando um motorista é responsável por um acidente grave, manda-o de volta à escola para saber se ele faz jus à carteira de habilitação de motorista. Não seria o caso de mandar os dois (juiz e procurador) de volta aos bancos acadêmicos, pois eles desconhecem o elementar, para qualquer estudante de direito: Não existe crime por convicção muito menos sem provas!

Fonte:

* Emanuel Cancella, OAB/RJ 75.300, integra a coordenação do Sindipetro-RJ e da Federação Nacional dos Petroleiros (FNP), sendo autor do livro “A Outra Face de Sérgio Moro”

21.4.17

AVENIDA PAULISTA SERÁ GALERIA DE EXPOSIÇÃO SOBRE OS 17 OBJETIVOS PARA TRANSFORMAR O MUNDO

Via UGT -


No dia 23 de abril, na Av. Paulista, maior polo econômico e cultural de São Paulo, será inaugurada a exposição fotográfica “UGT 10 anos: 17 objetivos para mudar o mundo”.

Este será o pontapé inicial da celebração da União Geral dos Trabalhadores pelo 1º de Maio – Dia do Trabalhador.

A exposição – que conta com a parceria da ONU (Organização das Nações Unidas), por meio do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud) Brasil, e da OIT (Organização Internacional do Trabalho) – trará painéis gigantes com fotos que retratam os 17 objetivos de desenvolvimento sustentável definidos pela ONU para serem implementados até 2030.

As fotografias, de renomados profissionais, revelam situações como erradicação da pobreza, saúde, educação, igualdade de gênero, trabalho decente, crescimento econômico, consumo e produção sustentáveis, entre outros.

Uma vez que a UGT pensa e luta não somente por uma relação equilibrada entre capital e trabalho, mas por um Brasil com justiça social, suas ações são voltadas para a melhoria do mundo, tanto para o trabalhador como para todos os cidadãos.

Assim, a Central atua nas diferentes frentes abordadas na exposição e seu objetivo é despertar na população os mais diversos sentimentos, como indignação e revolta, por exemplo, mas, principalmente, otimismo e esperança sobre o que pode ser feito para se obter um resultado positivo na Jornada 2030 – pelo cidadão, pela sociedade, pelo País, pelo planeta.

A abertura da exposição será no domingo, 23, às 14h, em frente ao Shopping Center 3. As fotos ficarão disponíveis até 30 de maio.

Dez anos de luta

No dia seguinte ao da abertura da exposição, a UGT promove o seminário “Dez anos de luta da UGT e os desafios para superar a crise política e econômica do Brasil”.

O evento, coordenado pela Secretaria de Organização e Políticas Sindicais da UGT, acontece no Hotel Holiday Inn, no Parque Anhembi, em São Paulo, e reunirá aproximadamente mil pessoas, entre sindicalistas, políticos, pesquisadores, catedráticos e representantes da sociedade.

Em dois dias de palestras, apresentações e debates, o objetivo é provocar a reflexão sobre o real significado da data de 1º de Maio – Dia do Trabalhador.

Por meio do resgate da história da UGT ao longo dos últimos dez anos, será feito um balanço do que já foi realizado e do que ainda precisa ser feito para garantir, de forma constante, os direitos devidos aos trabalhadores e à sociedade em geral.

Temas que hoje dominam o cenário político e econômico do País, como as reformas da Previdência e trabalhista e a terceirização irrestrita, serão debatidos, com o intuito de organizar alternativas que fortaleçam o cidadão brasileiro – como trabalhador e como integrante de uma sociedade justa e democrática.

Os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável também serão discutidos, de forma a ampliar o entendimento da importância de o sindicalismo abraçar essa causa como parte integrante da agenda de luta pela melhoria das condições de vida e trabalho para todos.


SERVIÇO

Exposição “1º de Maio – Os 17 Objetivos para Transformar o Mundo”
De 23 de abril a 30 de maio
Avenida Paulista – São Paulo

Seminário “Dez anos de luta da UGT e os desafios para superar a crise política e econômica do Brasil”
Dias 24 e 25 de abril
Hotel Holiday Inn – Parque Anhembi

A REFORMA DA IMPREVIDÊNCIA, E A ESPOLIAÇÃO DOS TRABALHADORES

HELIO FERNANDES -

São os dois assuntos que estão na pauta do indireto, desde a sua posse em 9 de maio de 2016. Faz o maior esforço de mistificação, de retrocesso, de concessão, para tentar aprovar a da Previdência, considerando-a urgente, necessária e indispensável. Mas não consegue sair do lugar, convencer alguém que suas palavras se baseiam numa realidade irrefutável.

O projeto inicial, tido como indispensável, é retocado, emendado e reformulado com a maior insistência. Para aprovação precisa  de irrisórios 308 deputados, mas vai cedendo a todas as pressões , deformando e deteriorando o que divulgava praticamente como parte indispensável para a salvação nacional.

Leia mais na COLUNA

1 - POLÍTICOS E MEMBROS DO JUDICIÁRIO USAM AVIÃO DA FAB PARA IR A EVENTO DE JOÃO DORIA; 2 - STJ NEGA LIMINAR QUE SUSPENDERIA PROCESSO CONTRA MULHER DE CABRAL

REDAÇÃO -


Começou nesta quinta-feira (20) e vai até domingo (23) o tradicional encontro do Lide – Grupo de Líderes Empresariais em Foz do Iguaçu, no Paraná. O evento reúne empresários dos mais diferentes ramos e políticos com cargos públicos, nomes do judiciário e das três esferas de poder do país. Em outras edições, participou do encontro quase toda a cúpula do governo de Michel Temer, membros do PSDB e até mesmo o juiz Sérgio Moro. Quem lidera o grupo e o evento é João Doria (PSDB), atual prefeito de São Paulo.

De acordo com a coluna de Lauro Jardim, do O Globo, ao menos dois aviões da Força Aérea Brasileira (FAB) saíram lotados de Brasília (DF) rumo à cidade paranaense onde acontece o encontro com políticos e empresários das mais diferentes esferas de poder.

À coluna de Lauro, a assessoria de imprensa de João Doria procurou se livrar da responsabilidade de ter que responder sobre o uso dos aviões da FAB e enviou nota dizendo que, ainda que Doria permaneça como “o rosto mais conhecido do Lide”, o prefeito não tem mais ações no grupo, que seria agora controlado pelos seus filhos.

Marchezan

O prefeito de Porto Alegre, Nelson Marchezan Jr (PSDB) também participa do evento, que acontece no Wish Resort, um hotel cinco estrelas de Foz do Iguaçu. Chama a atenção a programação do evento, que pretende debater a economia e o desenvolvimento do Brasil, mas que possui uma agenda de debates programada apenas para a manhã desta sexta.

No resto do tempo, as atividades estão divididas em coquetéis, torneios de tênis, golfe e de futebol society, aulas de vinhos, test drive de automóveis Mercedes Benz, degustação de uísques e um show com Sidney Magal no encerramento. (via Revista Fórum)

***
STJ NEGA LIMINAR QUE SUSPENDERIA PROCESSO CONTRA MULHER DE CABRAL

A ministra do STJ Maria Thereza de Assis Moura negou, em decisão monocrática, pedido de liminar que tentava suspender o processo contra Adriana Ancelmo na 7ª Vara Federal Criminal do Rio. Adriana é esposa do ex-governador do estado Sérgio Cabral.

A ex-primeira dama tentou, por meio de liminares, mudar a competência para julgar o caso, ela é acusada de fazer parte do esquema de corrupção e recebimento de propinas, que, segundo o MPF, tinha à frente seu marido.

NA CHINA OU COREIA DO NORTE, ESSES VERMES DA POLÍTICA NÃO ESTARIAM MAIS ENTRE NÓS

WILSON DE CARVALHO -


A revolta é geral. Até os cachorros percebem. E tudo começou e ainda se agrava por culpa dos corruptos e ladrões. Especialmente os que desviam verba de merenda escolar. Além dos exterminadores nos hospitais-matadouros.

Mas não percamos a esperança, apesar do FORO PRIVILEGIADO e da reforma política, esta, sim, a única que deveria estar sendo feita. Pelo menos é o que mostra a história da civilização: não há mal que não tenha fim. Ou império que não acabe. É só o que posso dizer para não ser processado. Ou falar alguma bobagem passível a qualquer ser humano.

Com certeza, esses políticos criminosos são piores que marginais, ou, conforme disse o ex-ministro do STF, Ayres de Brito: “piores que organizações criminosas como o PCC”. Com certeza, esses vermes não fariam dez por cento das maldades em países como a China, Coreia do Norte ou Indonésia.

***
SINAL AMARELO PARA A HUMANIDADE

Psicólogo diz que mídia social está afetando o cérebro das pessoas. E eu concordo plenamente. Portanto, olho vivo. A excelente matéria está no site UOL, vale conferir.

***
CORREIO DA LAVOURA

No 11º andar da Associação Brasileira de Imprensa, me chega o Correio da Lavoura em homenagem ao seu centenário. Orgulho para todos nós, jornalistas, principalmente se considerarmos o fechamento de dezenas de jornais nos últimos anos. Parabéns, Correio da Lavoura, do município de Nova Iguaçu-RJ.