28.5.17

1- A MULTIDÃO DAS DIRETAS QUE A IMPRENSA FINGE NÃO VER; 2- “DESCARAMENTO”: TEMER TIROU O FORO DE ROCHA LOURES POR SUSPEITA DE QUE ELE FARIA DELAÇÃO, DIZ ARAGÃO

REDAÇÃO -


O governo Temer, como todos sabem, apodreceu. Pela primeira vez na História, o Brasil tem um ocupante da presidência da República investigado por corrupção, organização criminosa e obstrução judicial, pego em flagrante, numa ação controlada da Polícia Federal.

Além disso, segundo o Instituto Datafolha, 85% já queriam a realização de eleições diretas, antes mesmo da divulgação dos grampos da JBS – o que indica que o número atual deve ser próximo a 100%.

Portanto, uma imprensa sintonizada com os anseios dos leitores teria total interesse em acompanhar de perto o que aconteceu neste domingo no Rio de Janeiro. Numa tarde fria e chuvosa em Copacabana, dezenas de milhares pessoas foram à praia para soltar dois gritos presos na garganta: Fora Temer e Diretas já.

Nada disso, porém, aconteceu. Assim como na ditadura militar, a imprensa brasileira, que agora se associou ao golpe parlamentar de 2016, fingiu não ver a gigantesca mobilização popular, que tende a continuar crescendo nos próximos dias.

O silêncio da mídia foi tão vergonhoso, que gerou protestos nas redes sociais. "Jornalismo? Milhares de pessoas numa grande manifestação em Copacabana por Diretas Já e os portais ignoram literalmente", escreveu o jornalista Florestan Fernandes Júnior.

Os barões da mídia sabem que Michel Temer se tornou inviável, mas correm para emplacar um presidente biônico. O motivo? Medo da volta de Luiz Inácio Lula da Silva. (via 247)

Leia também:
150 mil pessoas lotam praia de Copacabana em ato histórico por Diretas Já! Grande nomes da música como Caetano Veloso, Milton Nascimento e Teresa Cristina se unem em defesa da democracia.
(via Brasil de Fato)

***
“Descaramento”: Temer tirou o foro de Rocha Loures por suspeita de que ele faria delação, diz Aragão

O ex-ministro da Justiça no governo Dilma, Eugênio Aragão, comentou sobre a substituição de Osmar Serraglio por Torquato Jardim:

“Impressiona o descaramento do Sr. Temer na manipulação da investigação dos crimes a si atribuídos. Num primeiro momento, blindou seu parceiro Moreira Franco, elevando seu cargo à condição de Ministro de estado. Ninguém falou nada. Por muito menos a imprensa e o ministério público fizeram um escarcéu com a nomeação de Lula.

Mas agora passaram-se todos os limites. Suspeitando que seu estafeta da mala, Deputado suplente Rocha Loures, estava prestes a fechar acordo de delação com a PGR, resolveu tirar-lhe o foro privilegiado, na suposição de que na primeira instância talvez o acordo não saia.

Para isso, exonerou o Deputado Serraglio do cargo de Ministro da Justiça, para que reassuma sua vaga na Câmara. Rocha Loures é seu suplente.

Mas a manobra desavergonhada será um tiro n’água. Estando o Presidente da República implicado nos fatos delatados, o acordo continua na atribuição do PGR. Nada muda. Só ficou patente que o Sr. Temer é capaz de tudo para obstruir as investigações e, por isso, o seu afastamento do cargo de Presidente é agora mais urgente do que nunca.”

NEM A LOURA BURRA ACREDITA; PERGUNTE AO MORO: EU TENHO CARA DE BOBO, MERITÍSSIMO?

MIRSON MURAD - Atualizado às 21h51 -

O traidor da pátria golpista mafioso Michel MiShell Belo Recatado do Lar Carandiru Convenhamos Por Que Não Dizer Audiência Secreta Noturna Friboi Equipe Ficha Suja Ingênuo em suas declarações explicações. O gestor Jorge Dória prefeito que convoca o povo para fazer caminhada com a "bispa" Sonia que foi presa nos States e quer renascer. O que Dória se esqueceu de fazer foi lavar a boca com soda cáustica antes de proferir o nome de Deus para justificar esse ato. O juiz Sérgio Moro em sua aparente rigidez e imparcialidade nos julgamentos da Operação Lava Jato foi generoso com a mulher do Eduardo Cunha, a jornalista Claudia Vida Nababesca Cruz julgando-a inocente. Ah! Leitor amigo, nem a Loura Burra acredita...


PERGUNTE AO MORO: EU TENHO CARA DE BOBO, MERITÍSSIMO?

O juiz federal Moro, da Lava Jato, sentenciou que a mulher do ladrão Eduardo Telerj Petrobrás Lava Jato Dólares na Suíça Cunha, Cláudia Cruz é inocente, apenas relapsa, inconsequente. É claro, óbvio ululante, como dizia o dramaturgo Nelson Rodrigues, que ninguém em sã consciência acredite nessa balela. É bom refrescar a memória do Doutor Juiz que, bem no início das investigações contra o mafioso Cunha, foi fartamento divulgado que a senhora Cláudia Cruz levava uma vida de bilionária (bi e não mi), adquirindo jóias e roupas caríssimas, hospedando-se com a filhota e o próprio Cunha em hotéis 6 (6 e não 5) estrelas, onde só os magnatas mundiais se hospedam, igualmente aos árabes, reis do do petróleo, frequentando mesas especiais, previamente reservadas nos restaurante mais caros do planeta. Interrogada, Cláudia Cruz disse que nunca questionou com o maridão de onde vinha tanta fortuna (bota fortuna nisso) esbanjada. Também milhões e milhões depositados nas contas de Cláudia e da filhota. As duas, ainda hoje, vivem nababescamente, afrontando o povo brasileiro que, na maioria passa dificuldades financeiras.... Sugiro a cada um dos brasileiros indignados que perguntem ao Juiz Moro: Eu tenho cara de bobo, doutor?

---
Leia também:

MORO, O GENEROSO, E O EFEITO ODORICO PARAGUAÇU

EMANUEL CANCELLA -

E mais grave,  o advogado de mulher de Cunha, absolvida por Moro, está envolvido em roubo da APAEs,  com mulher de Moro.


Odorico Paraguaçu foi prefeito de Sucupira, na novela O Bem Amado, da Globo.  O grande ator Paulo Gracindo viveu esse prefeito, cujos adeptos abundam, até hoje, nas nossas 5.570 prefeituras.

Antes gostaria de revelar que conheci, pessoalmente, Paulo Gracindo, em Copacabana, quando ainda menino trabalhava na farmácia de meu tio.  Estava atendendo no balcão da farmácia quando entra aquele senhor de cabelos brancos com fala mansa. Era Gracindo de carne e osso. Quase cai para traz de emoção, pois era fã ardoroso de seus personagens, principalmente do prefeito Odorico e do lendário “Primo Rico”. Eu apliquei injeção no Paulo Gracindo, talvez tenha sido meu mais importante papel, enquanto ator, formado com muito orgulho na escola Martins Pena.

Mas, “Vamos botar de lado os entretantos e partir para os finalmente”, o prefeito Odorico Paraguaçu, de Sucupira, fazendo jus ao marketing de prefeito fazedor de obra, construiu na cidade um cemitério que queria inaugurar de qualquer jeito. Aí me veio a lembrança do juiz Sérgio Moro, que também criou uma ala nova, na prisão da Polícia Federal de Curitiba, onde funciona a Lava Jato (4).

Também queria lembrar a conduta do Juiz Sérgio Moro, que absolveu a jornalista Claudia Cruz, mulher de Eduardo Cunha, mas que impôs a devolução do dinheiro. Para quem não sabe, Cláudia era acusada pelo Ministério Público de ter cometido os crimes de lavagem de dinheiro e de evasão de divisas (3).

E mais grave,  o advogado de mulher de Cunha, absolvida por Moro, está envolvido em roubo da APAEs com mulher de Moro (1).

Aliás, não é a primeira vez que esse juiz de primeira instância transgride a lide jurídica, tais por exemplo:

-  foi que aceitou denúncias sem provas mas com convicção;

- que criou várias indústrias de barbaridades jurídicas, como vazamento seletivo de delação, grampos fora da lei, que inclui até a do ex-presidente Lula e da então presidente Dilma;

- prisões ilegais para forçar delações.

Moro, que quer mudar a lei para prender o réu condenado na segunda instancia da justiça,  agora vem com esse primor que, caso prevaleça, a fila de advogados de bandido vai ser grande: “Devolve o dinheiro que eu te absolvo”.

Um dos procuradores da Lava Jato já saiu em defesa de Moro dizendo que a absolvição de Claudia Cruz foi um ato generoso de Moro (2).

Considerando a vida pregressa de Moro, creio que a absolvição da mulher de Cunha foi um acordo de bandido. Eduardo Cunha, que assumiu publicamente a paternidade do golpe,  ameaça com o lançamento de um livro que terá, segundo ele, conversas com muitos dos personagens que participaram do impeachment. Com base nas palavras de Cunha , o ato de Moro não tem nada de generoso, ele com certeza está salvando a própria pele.

Mas voltando ao prefeito Odorico Paraguaçu, quis o destino que ele mesmo inaugurasse o cemitério. Com certeza, se Moro não ceder ao Cunha, ele vai abrir o bico e existe a grande possibilidade de Moro inaugurar as celas que construiu!

Fonte:
1-http://www.ceilandiaemalerta.com.br/2017/05/27/advogado-de-mulher-de-cunha-absolvida-por-moro-esta-envolvido-em-roubo-da-apaes-com-mulher-de-moro/
2-http://politica.estadao.com.br/blogs/fausto-macedo/absolvicao-de-claudia-veio-do-coracao-generoso-de-moro-diz-procurador-da-lava-jato/
3- http://brasil.elpais.com/brasil/2017/05/25/politica/1495744886_256344.html
4-http://www.jb.com.br/pais/noticias/2016/09/12/cassado-cunha-diz-que-vai-escrever-livro-sobre-bastidores-do-impeachment/
5-http://www.diariodocentrodomundo.com.br/moro-pede-galeria-inteira-de-presidio-para-lava-jato-diretor-que-dizia-nao-ter-seguranca-para-abrigar-lula-e-afastado-por-kiko-nogueira/

* Emanuel Cancella, OAB/RJ 75.300, integra a coordenação do Sindipetro-RJ e da Federação Nacional dos Petroleiros (FNP), sendo autor do livro “A Outra Face de Sérgio Moro”

O CASO DO INTERINO

Por ROBERTO AMARAL -


O governo, se assim podemos chamá-lo, acabou. Há um intruso na Presidência da República e é preciso removê-lo antes que a peçonha contamine o que ainda resta de estabilidade do sistema político, abalado pela degenerescência dos poderes republicanos, e nesta listagem se somam os poderes extra constitucionais, o poder econômico – corrupto e corruptor – e a grande mídia, que manipula a informação  e desinforma a sociedade ao sabor de seus interesses específicos, mercantis,  sempre apartados dos interesses do país e de seu povo.

Leia mais em POLÍTICA

Via e-mail. Roberto Amaral é escritor e ex-ministro de Ciência e Tecnologia

O BRASIL ENTRE EXU E OXALUFÃ

LUIZ ANTONIO SIMAS -

Como analista político, eu sou mesmo é macumbeiro. Trago aqui uma proposta de intervenção nos debates sobre nossos dias tensos e temerários.


I- OXALUFÂNICO

Oxalufã é o orixá que tem como positividade a paciência, método, ordem, retidão e cumprimento dos afazeres. Tudo que é contrário a isso representa a negatividade que pode prejudicar seus filhos.

Diz um mito de Ifá que, quando se desviou da missão a ser executada e tomou um porre de vinho de palma, Oxalufã quase comprometeu a própria tarefa da criação do mundo. Em outra ocasião, quando também tentou agir por instinto e teimosia, não seguindo a recomendação do babalaô, Oxalufã foi preso ao fazer uma viagem ao reino de Xangô, acusado injustamente pelo furto de um cavalo. Curtiu uma cana de sete anos.

A dança de Oxalufã é solene, marcada pelo ritmo lento e constante dos atabaques. Apoiado em um cajado, coberto por um pano branco, ele exige respeito e é reverenciado por todos os orixás.

Oxalufã é, enfim, o maestro de solenidades, que não toca sem partitura e não quer firulas que driblem o rigor bonito e sério do que vai escrito na pauta.

II- EXUSÍACO

Exu vive no riscado, na fresta, na casca da lima, malandreando no sincopado, desconversando, quebrando o padrão, subvertendo no arrepiado do tempo, gingando capoeiras no fio da navalha. Exu é o menino que colheu o mel dos gafanhotos, mamou o leite das donzelas e acertou o pássaro ontem com a pedra que atirou hoje; é o subversivo que quando está sentado bate com a cabeça no teto e em pé não atinge sequer a altura do fogareiro. Exu é chegado aos fuzuês da rua. Mas não é só isso e pode ser o oposto a isso.

III - O Oxalufânico e o Exusíaco não são opostos, em dicotomia estática. Oxalufã, a retidão, tentou burlar o ebó no processo de criação do mundo. Exu, o desregrado, é também o que fiscaliza o cumprimento das regras. Foi ele que pregou peças em Oxalufã quando percebeu que este não estava cumprindo os deveres da criação conforme o que fora estabelecido por Olodumarê e revelado por Ifá. Oxalufã pode ser exusíaco e Exu pode ser Oxalufãnico. Oxalufã não quer fazer ebó.

Exu pune quem não faz o ebó marcado. Viver o exusíaco e o oxalufânico demanda reconhecimento de qual impulso nos levará, em determindada circunstância, a trilhar o ona buruku (mal caminho) ou o ona rere (bom caminho).

IV - O momento brasileiro exige ações exusíacas, potencialmente desestabilizadoras da ordem normativa, de forma dobrada: há que se ter o poder da travessura e o rigor do implacável fiscal do desvio da norma para se trilhar o ona rere. Oxalufânicos trilhando o ona buruku foram o governo que caiu no ano passado (não fez o ebó combinado e adotou caminhos de dispersão do axé que inviabilizaram a criação) e o que subiu (descumpriu a regra e não tem, por isso, a legitimidade ou o axé conferido pelo poder do ebó para seguir na tarefa criadora; já que o signo com o qual trabalha é o da destruição).

V - Neste momento, portanto, o exusíaco aponta o bom caminho e o oxalufãnico aponta o caminho negativo. A luta é para inviabilizar o governo buruku e fazer o ebó que abra caminhos para uma invenção de Brasil capaz de potencializar tudo que nos conduza, de forma não oposta ou mecânica, ao equilíbrio entre a conduta firme do caminho reto de Babá e a travessura encruzilhada, brincalhona e implacável de Elegbara.

Acho que é isso. (via Facebook)

1- TOFFOLI DETERMINA ARRESTO DAS CONTAS DO RJ; 2- A HISTÓRIA DE JOESLEY BATISTA AO SOM DE “FAROESTE CABOCLO” [VÍDEO]

REDAÇÃO -


O ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal, determinou o arresto de até R$ 187 milhões nas contas do Tesouro do Estado do Rio de Janeiro para garantir repasse de recursos ao Tribunal de Justiça em maio de 2017 – os chamados duodécimos, parcela mensal que o Judiciário tem direito de receber com base na receita líquida estadual.

A corte impetrou Mandado de Segurança em outubro de 2016, diante do atraso do governo estadual no repasse da verba. O estado firmou acordo dois meses depois, homologado pela 2ª Turma do STF, prometendo quitar o valor em 12 parcelas.

Enquanto isso, o tribunal fluminense emprestou recursos do Fundo Especial do TJ (FETJ) para complementar o pagamento da folha líquida de novembro de 2016 e do 13º salário dos servidores, juízes, desembargadores e pensionistas de magistrados.

Em março e abril, Toffoli já havia determinado arrestos nas contas estaduais para o cumprimento do acordo. Em maio, no entanto, o TJ-RJ voltou a reclamar de inadimplemento da parcela que venceria no dia 20 e foi prorrogada até 5 de junho.

Ao determinar novo arresto, o ministro concluiu que o pedido e os documentos apresentados “não deixam dúvidas de que a quantia que se pretende seja arrestada das contas do Tesouro do estado correspondem exatamente ao objeto do acordo firmado, ou seja, o valor necessário para pagamento da folha líquida de pessoal de servidores ativos, inativos e pensionistas do TJ-RJ”. (via Conjur / com informações da Assessoria de Imprensa do STF)

***
A história de Joesley Batista ao som de “Faroeste Caboclo”

VERGONHA! VERGONHA! VERGONHA!

Por PEDRO AUGUSTO PINHO -


Explode, como a pústula que verdadeiramente é, o símbolo político da elite brasileira. Aquele que não se constrangeu, diante de um corruptor, em afirmar que matava o eventual denunciante.

Já seria grave, gravíssimo, se parasse por aí. Mas este político, com 30 anos em atividade na vida pública brasileira, conhecido por falcatruas, comportamento irregular, uso de drogas, ajuizou ação no Superior Tribunal Eleitoral “só para encher o saco” do Partido dos Trabalhadores (PT). E com sua total irresponsabilidade ajudou agentes estrangeiros na destruição da economia, da engenharia e da democracia brasileira. Haja traição!

Surgem então, pois não havia como permanecer escondidos, a conta no Liechtenstein e o aeroporto, construído com dinheiro público, em terras de familiares e que está na rota do tráfico de drogas (o aeroporto de Claudio, Minas Gerais, é de uso particular, controlado pela família de Aécio Neves). Também  parte do dinheiro extorquido, conforme gravação do empresário pagante, é entregue a emissário do amigo ou companheiro ou sócio talvez, Zeze Perrella, de todos conhecidos pelo heliococa. Haja coincidência!

E prossegue, causando vergonha e mal-estar a quem não seja coxinha, cão de guarda ou capitão-do-mato desta elite brasileira, com a absolvição, pelo juiz Sergio Moro, da senhora Eduardo Cunha, usuária de conta no exterior, provida por atos de corrupção. Alega aquele magistrado, que para alguns é um agente do Departamento de Estado dos Estados Unidos da América (EUA), demonstrando conhecimento do íntimo da alma de Cláudia Cruz Cunha, que seus gastos, ostentosamente agressivos para um país onde se passa fome, não revelavam dolo (sic). Mas sabe, por outro lado, contrariando a legislação em vigor, manter processo contra a falecida Marisa Letícia Lula da Silva. Haja isenção!

Tentemos entender o absurdo das ações dos emissários, dos paus-mandados desta elite. Se todos reconhecem ser o Brasil um país de grandes desigualdades sociais, onde a maioria absoluta da população luta tão somente pela sobrevivência e, quando chega ao limite da própria existência, em reação humanamente normal, explode em reivindicações, o que significa “manter a ordem pública”. Reprimir aqueles que não tem voz nos poderes. Assassinar cruelmente a petição dos que não podem vocalizar suas queixas, suas dores. E o que vimos pelas redes da internet neste movimento de milhares de pessoas em Brasília, neste maio, pedindo eleições diretas? Agentes das forças públicas, policiais uniformizados, destruindo vidraças de estabelecimentos comerciais, outros infiltrados entre manifestantes para insuflar a repressão de seus colegas, todos, obviamente, cumprindo “ordens superiores”. Como há um século e meio, declamou o poeta condoreiro: “é infâmia de mais!”.

Precisamos lutar por nova constituição. Elaborada por todas as populações brasileiras, com o peso de cada uma na formação do País. Não mais uma constituição de banqueiros, empresários e bacharéis, mas uma constituição de trabalhadores, de operários, de camponeses, de pretos e índios, de quem forma verdadeiramente o Brasil e produz suas riquezas. Diretas já com a constituinte popular!

* Via e-mail. Pedro Augusto Pinho, avô, administrador aposentado

27.5.17

CONCEITO EXCLUSIVO ELEVA CACHAÇARIA MAGNÍFICA EM PATAMAR SUPERIOR DE QUALIDADE. BRINDEMOS!

ILUSKA LOPES -


A única bebida genuinamente brasileira expandiu seus horizontes e passou a ser degustada em terras estrangeiras, principalmente na Europa. A Magnífica, cachaça queridinha do Brasil, especialmente dos cariocas, ganhou muitos admiradores lá fora também. Para entender melhor esse mercado e as mudanças de hábitos e gostos dos consumidores, subimos a ladeira (Daniel Mazola e eu) até o bairro de Santa Teresa para conversar com João Luiz de Faria, 76, proprietário do rótulo da Cachaçaria Magnífica de Faria.

Ao chegarmos ao antigo Casarão colonial que pertenceu ao conselheiro do Imperador D. Pedro II, Zacarias de Góis e Vasconcelos, hoje escritório da Cachaçaria Magnífica, fomos gentilmente recebidos por João Luiz, que simpaticamente nos contou a história da propriedade e seus encantos, onde também reside.

Caminhando e conversando pela propriedade ele nos mostrou a capelinha, os azulejos portugueses, onde foi o estábulo, esculturas, a antiga fonte e detalhes da belíssima arquitetura, restaurada e preservada. “Em 1985 lancei-me na aventura de resgatar nossa tradição e produzir uma cachaça de qualidade nas montanhas do Rio de Janeiro, no Município de Vassouras. Convencido do imenso potencial da cachaça empenhei-me junto com outros produtores e órgãos do setor, pelo seu reconhecimento, valorização e qualificação trabalhando na criação do Programa Brasileiro da Cachaça - PBDAC em 1997, que deu origem em 2006 ao Instituto Brasileiro da Cachaça – IBRAC. No mesmo ano o Ministério da Agricultura criou a Câmara Setorial da Cadeia Produtiva da Cachaça, da qual tive a honra de ser nomeado como primeiro Presidente”.

Casal Magnífico: Maria do Carmo Bettencourt de Faria e João Luiz de Faria, desde 1964 casados e radicados no bairro de Santa Teresa
Aguardente, cana, pinga, parati, calibrina, água-de-cana, bico, branquinha, água que passarinho não bebe, são algumas das diferentes denominações e apelidos dados à cachaça. Inicialmente a cachaça Magnifica se chamaria Stela em homenagem à avó de sua esposa “Cal” (apelido carinhoso) que todos os dias bebia um cálice de cachaça e sempre dizia que este era o segredo da longevidade, viveu mais de cem anos. Como não conseguiu a patente, a homenagem mais do que justa, ficou para a queridíssima esposa “Cal”, Maria do Carmo Bettencourt de Faria.

João Luiz explicou: na época de registro da marca, minha esposa era a Magnífica Reitora da Universidade Santa Úrsula. Daí a origem do nome escolhido. Outro momento importante da nossa história, foi quando em 2003 formamos uma parceria com a cadeia de restaurantes inglesa 'Las Iguanas'. Junto com eles, temos criado nos consumidores da Europa a cultura e o prazer de se degustar as melhores caipirinhas e cachaças. Depois dos ingleses, o interesse pela Magnífica surgiu em vários outros países. Hoje a exportação garante boa parte do lucro". Brasil produz mais de um bilhão de litros de cachaça por ano e exporta o destilado para mais de 60 países.

Prêmio na Itália

Em junho do ano passado, a Magnífica Reserva Soleira levou o prêmio de melhor cachaça envelhecida no ShowRum Tasting Competition 2016, primeiro e mais importante evento italiano dedicado ao rum e à cachaça. Um júri, composto por 15 especialistas, nove italianos e seis de outros países, classificou a Magnífica Reserva Soleira como a melhor entre as dez marcas participantes da competição.

Segundo João Luiz, a seleção especial e limitada é produzida com um conceito exclusivo. O método exclusivo, aplicado pela primeira vez na produção de cachaças, composto por mais de 200 tonéis de Carvalho, onde a bebida permanece envelhecendo por um período que se estende de 3 a 10 anos. O resultado é uma cachaça de aroma, sabor e coloração proveniente do carvalho e com baixa acidez”. Durante a degustação da Magnífica Reserva Soleira, que gentilmente nos foi servido pelo proprietário, constatamos o alto padrão de qualidade da cachaça.

De acordo com João Luiz, as multinacionais que dominam o mercado mundial de destilados não têm a cachaça em seus portfólios. “Não querem pagar o custo de colocar um novo produto no mercado, para exportar tem-se que encontrar outros caminhos, como cooperativa por exemplo. Mas aos poucos estamos vencendo. Hoje sinto orgulho pelo reconhecimento que a Magnífica vem recebendo, acumulando vários prêmios, sendo o maior destaque a classificação da Magnífica Reserva Soleira em 2° lugar na Cúpula da Cachaça de 2014, entre mais de 1000 cachaças, confirmando o alto padrão de qualidade dos nossos produtos. Nossa produção anual é de 500 mil litros”.

João Luiz e Daniel Mazola na Capela do Casarão de Santa Teresa
A História da Cachaça confunde-se com a história do Brasil. Com o surgimento dos primeiros engenhos no século XVI, iniciou-se o Ciclo da Cana que hoje tem na Magnífica seu grande legado. Brindemos!

1- RJ: PICCIANI REJEITA OITO PEDIDOS DE IMPEACHMENT CONTRA PEZÃO; 2- SP: DORIA GRAVA VÍDEO PARA IGREJA DA BISPA SÔNIA, PRESA NOS EUA COM DINHEIRO ESCONDIDO NA BÍBLIA

REDAÇÃO -


O presidente da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), Jorge Picciani (PMDB), rejeitou os 8 pedidos de impeachment contra o governador do Rio, Luiz Fernando Pezão (PMDB). De acordo com a Alerh, a Procuradoria da Casa afirma que as acusações são genéricas e políticas. Os pedidos tinham como autores classes sindicais e políticos divergentes, como a bancada do PSOL e Flávio Bolsonaro (PSC), adversário dos pessolistas.

Na quarta (24), em sessão no Legislativo, Picciani afirmou que ia analisar todos os pedidos de impeachment de Pezão na próxima semana. "Esta Casa [Alerj] está com seu duodécimo atrasado desde fevereiro. Avisei ao secretário de Fazenda e avisei ao governador: é necessário não cercear o funcionamento do poder Legislativo porque isso, sim, é crime de responsabilidade. Vou estar decidindo na próxima semana sobre todos pedidos de impeachment", disse Picciani.

O Tribunal de Contas do Estado (TCE-RJ) emite na próxima terça-feira (30) um parecer prévio sobre as contas de 2016 da chapa de Pezão e Francisco Dornelles (PP). Segundo o G1, a oposição avalia que a reprovação das contas poderia ser a mais fácil saída pelo impeachment.

Alegações para impeachment

O Psol pediu impeachment, após o estado gastar no ano passado 72% da receita corrente líquida com gastos de pessoal. O limite estabelecido pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) é de 60%. O estado também descumpriu a LRF no que diz respeito ao endividamento. A dívida consolidada líquida chegou a R$ 107,2 bilhões, o que representa 232% da receita corrente líquida. O limite estabelecido pela Lei de Responsabilidade Fiscal é de 200%.

De acordo com informações que já haviam sido publicadas no Bom Dia Rio, o estado também descumpriu a LRF em outro quesito: endividamento. A dívida consolidada líquida chegou a R$ 107,2 bilhões, o que representa 232% da receita corrente líquida. O limite estabelecido pela Lei de Responsabilidade Fiscal é de 200%.

Outro motivo para pedidos de impeachment é que, segundo balanço das contas estaduais de 2016, divulgado no Diário Oficial, o percentual de aplicação em ações e serviços na área de saúde foi de 10,35% sobre impostos e transferências legais; O mínimo previsto pela Constituição é 12%.

Representantes do Movimento Unificado dos Servidores Públicos Estaduais (Muspe) alegaram "irresponsabilidade" na concessão de benefícios fiscais a empresas, citando que as medidas começaram no governo de Sérgio Cabral, em 2007. "As isenções de impostos concedidas a 5 mil estabelecimentos de 2007 a 2010 atingiram a R$50,1 bilhões, quase a metade da receita tributária estadual de R$ 97,7 bilhões ou o equivalente às despesas com os 420 mil servidores ativos e inativos do Estado no mesmo período", diz um trecho do documento. Segundo o movimento, há muitas empresas inscritas na Dívida Ativa e que o governo não cobra os débitos.

OAB-RJ pede impeachment

No dia 4 de maio, a Comissão de Direito Constitucional da Ordem dos Advogados do Brasil seção Rio de Janeiro (OAB-RJ) aprovou o pedido de impeachment de Pezão e encaminhou a matéria ao conselho da instituição para decisão final.

De acordo com publicação do jornal O Dia da quarta-feira (17) da semana passada, o presidente da OAB-RJ, Felipe Santa Cruz, avalia que motivos não faltam para o pedido de impeachment, como a falência do estado, a explosão da violência e o sistema de saúde que agoniza. “Isso mostra que o governador reconhece a Ordem como representante da sociedade civil. A ex-presidente Dilma apresentou sua defesa no Conselho Nacional durante o processo de impeachment”, disse.

Ainda segundo a publicação, em 30 dias, no mínimo, a OAB-RJ dará um posicionamento final sobre o impeachment. Na terça-feira da semana passada (16), o peemedebista pediu à OAB-RJ um prazo de 15 dias para apresentar defesa sobre o pedido de afastamento dele. (via Rio247)

***
Doria grava vídeo para igreja da bispa Sônia, presa nos EUA com dinheiro escondido na Bíblia

GOVERNO GOLPISTA DÁ UMA NOVA DEMONSTRAÇÃO CONCRETA DE INUTILIDADE

MÁRIO AUGUSTO JAKOBSKIND -


Que papelão o do ministro golpista da Defesa, Raul Jungman ao convocar a imprensa e ficar ao lado do General Sérgio Etchegoyen, do Gabinete Constitucional, para anunciar a convocação de tropas militares por “ordem e segurança” em Brasília. Jungman foi dar recado do seu chefe golpista Michel Temer, que queria demonstrar a opinião pública que manda. No dia seguinte, em função da repercussão negativa da determinação do golpista Temer, mais uma vez apareceu Jungman para declarar em nome do chefe que a convocação das Forças Armadas, que duraria até o dia 31 de maio, foi revogada.

Leia mais em POLÍTICA

* Via site Brasil de Fato

1- CRISTINA KIRCHNER: TEMER É “PALHAÇO DESASTROSO” E “FARSANTE CAFONA”; 2- DONOS DA MÍDIA NOS GRAMPOS DA PF

REDAÇÃO -


Em entrevista à TV argentina nesta quinta-feira (25/05), a ex-presidente Cristina Kirchner fez duras críticas ao atual governo de seu país, liderado por Mauricio Macri, e também não poupou Michel Temer, presidente do Brasil, classificado por ela como “um farsante cafona”.

Cristina também disse que “se for necessário” que ela seja candidata nas eleições legislativas em outubro para que a oposição a Macri se fortaleça no Congresso, ela se dispõe a entrar na disputa.

Na entrevista que foi ao ar no canal C5N, a ex-presidente convocou toda a oposição a “construir a unidade para frear” a política econômica do governo Macri. “Se for necessário que eu seja candidata para [a oposição] ter mais votos, eu sou. Se há outro candidato ou candidata que possa garantir a vitória e quando se sente na bancada vote como deve votar, que sejam bem-vindos”, disse Cristina.

A ex-presidente disse que é necessário decretar “emergência alimentar” e “farmacológica” na Argentina devido ao aumento dos preços no último ano e meio e propôs que o Estado intervenha na cadeia de produção para reduzir os preços destes itens essenciais. Segundo Cristina, o papel do Estado “não é intervir contra os poderosos”, mas “a favor dos que mais necessitam” para “equilibrar a balança”.

Cristina também criticou o aumento da pobreza no país, que, de 28% no fim de seu mandato, passou a atingir 32% da população argentina em 2017, e disse que Macri “está protagonizando um formidável calote eleitoral”. “Não só não estão cumprindo suas promessas, como também fazem o contrário do que disseram que iriam fazer”, disse a ex-presidente.

Ela também falou sobre a crise política no Brasil e disse que Temer é “um palhaço desastroso”. “Olha o que está acontecendo no Brasil, esse farsante cafona que têm como presidente. Um dia chama as Forças Armadas para reprimir, mas no dia seguinte retira o decreto. É um escândalo”, afirmou. (via Opera Mund)

***

Donos da mídia nos grampos da PF

Os grampos realizados pela Polícia Federal em Aécio Neves, Rodrigo Rocha Loures e outros investigados da última operação coordenada pelo Ministério Público não tiveram como única vítima da mídia o blogueiro Reinaldo Azevedo.

Aliás pelo que este blog apurou os áudios vazados de Reinaldo são o café pequeno do banquete. Proprietários de veículos de comunicação e executivos teriam sido gravados em conversas nada republicanas com pessoas envolvidas em esquemas de corrupção. Alguns desses áudios já estariam circulando em grupos de policiais federais.

Talvez isso explique a radicalidade com que alguns jornais, rádios e emissoras de TV saíram em defesa de Temer, rachando o consenso midiático anterior. Seguramente a Globo conhece esse segredo de polichinelo. Sendo assim o MP também. Não foi por Reinaldo Azevedo que Fachin decidiu retornar o sigilo das gravações. É o que garante uma fonte muito bem informada deste blog. (via Revista Fórum)

'FURACÕES DO TAMANHO DA TERRA': AS NOVAS DESCOBERTAS DA SONDA DA NASA EM JÚPITER

Via BBC Brasil -

As observações iniciais de Júpiter feitas pela sonda espacial Juno são "de tirar o fôlego", informam os cientistas da Nasa envolvidos na missão.


E o que mais os deixou perplexos até agora foram as gigantescas "tempestades" registradas nos polos dos planetas.

"Pense em um monte de furacões, cada um do tamanho da Terra, todos tão espremidos uns aos outros que chegam a se tocar", explica Mike Janssen, da agência espacial americana. "Até mesmo entre os pesquisadores mais experientes, essas imagens de nuvens imensas rodopiando têm impressionado muito."

Leia mais em CIÊNCIAS

A MARCHA FOI VITORIOSA; MPT ELABORA CARTILHA DA MALDADE; FORD ANUNCIA DISPENSA DE 20 MIL TRABALHADORES

REDAÇÃO -


Centrais avaliam grande ato dos trabalhadores.

Sob qualquer ângulo que se queira avaliar a 9ª Marcha dos Trabalhadores sobre Brasília, nesta quarta-feira (24), a conclusão é que foi um ato unitário, maciço, forte e que cumpriu ao que se propôs — demonstrar oposição firme ao governo ilegítimo e contra as reformas neoliberais da Previdência (PEC 287/16) e trabalhista-sindical (PLC 38/17 - PL 6.787/16), que exterminam o direito à aposentadoria e ao trabalho.


***

OIT prevê aumento do desemprego na América Latina

A Organização Internacional do Trabalho afirmou que cerca de 1 milhão de pessoas perderão o emprego em 2017 na América Latina e Caribe. O contingente de demitidos pode elevar para mais de 26 milhões o número de desempregados nas regiões.

As previsões da OIT indicam que a taxa de desemprego na região latino-americana poderia aumentar de 8,1% para 8,4%. (Fonte: Agência EFE)

***

MPT elabora cartilha da maldade

O Ministério Público do Trabalho (MPT) elaborou cartilha que pretende esclarecer a polêmica "reforma trabalhista", proposta por Temer e amplamente contestada pelo sindicalismo.

A edição é o de nº 31 da série “MPT em Quadrinhos”, elaborada pelo Ministério Público do Trabalho do Espírito Santo (MPT-ES) com temas sobre o mundo do trabalho.


***

Ford anuncia dispensa de 20 mil trabalhadores

A montadora, segunda maior em vendas nos Estados Unidos, planeja demitir 20 mil trabalhadores em todo o mundo. Conforme o Wall Street Journal, a empresa sofre um recuo no mercado norte-americano.

A multinacional emprega atualmente 202 mil pessoas. A empresa espera economizar três bilhões de dólares (2,74 bilhões de euros) em 2017 com as demissões. (com informações do DIAP e Repórter Sindical)

26.5.17

O COVARDE MICHEL TEMER

HELIO FERNANDES -


Sabendo que o seu fim está próximo, tenta se defender atirando na democracia. Encurralado no Planalto, pede reforço de segurança, logicamente ao Exercito. Tomando conhecimento das manifestações em frente ao Legislativo (por que não em frente ao Planalto, que deveria ser prioridade absoluta) se fecha todo, não chega nem perto das janelas.

Leia mais na COLUNA