24.12.15

A SOCIEDADE BRASILEIRA EXIGE RESPEITO: FORA CUNHA!

EMANUEL CANCELLA -


O povo brasileiro foi para as ruas, em vários estados, em manifestações exigindo o “Fora Cunha!”, mas ele continua, como um deboche à sociedade brasileira. Nada pessoal contra o deputado, mas a sua extensa folha de desserviços à nação impõe sua saída. Aliás, em prevalecendo o espírito de justiça ele teria que sair preso do Congresso. Entre outras coisas, Eduardo Cunha/ PMDB/RJ declarou ao TSE que gastou em sua campanha mais de 7 milhões, valor maior do que ganhará de salários durante todo o mandato!

Fica difícil o povo acreditar no Ministério da Justiça, STF, PGR, MPF e Polícia Federal se um bandido como o deputado Eduardo Cunha continua à frente de uma das mais importantes instituições do país, que é a Câmara dos Deputados! E o PMDB, seu partido, não vai expulsá-lo? Cínico, adotou como slogan na campanha que o elegeu “ O Rio merece respeito!”.  Agora a sociedade brasileira está exigindo de nossas autoridades: respeito!

Grande parte da sociedade está  achando que a mídia, em conluio com os órgãos investigativos federais, e por interesses espúrios, está mantendo Eduardo Cunha com o intuito de conspirar contra o governo Dilma! E no Brasil e no povo brasileiro que são os maiores prejudicados, ninguém pensa? E a imagem do Brasil no exterior, como fica?

Cada minuto, com a presença desse crápula, depõe contra nossas instituições! É um assinte ao povo brasileiro! O Brasil de hoje prende corruptos e corruptores, banqueiros, grandes empresários, juízes, deputados e senadores, como manter livre, e com tamanha autoridade, um deputado que se apresenta como um dos maiores picaretas que já habitou nosso Congresso Nacional?

Não pensem, nossas autoridades que o período de festa vai aquietar nosso povo, muito pelo contrário, todos estão muito atentos e aguardando um gesto dos que têm  representação e  poder para agir nesse caso! Caso contrário, o povo pode ir para as ruas cobrar justiça, o que vai ser muito desgastante para nossas instituições!

Se Eduardo Cunha continua livre, fica para a sociedade a sensação de conluio, covardia, cumplicidade e outros adjetivos que depõem contra nossas instituições!

*Emanuel Cancella é coordenador do Sindicato dos Petroleiros do Estado do Rio de Janeiro (Sindipetro-RJ) e da Federação Nacional dos Petroleiros (FNP).