12.12.15

A TRAGÉDIA NOSSA DE CADA DIA, ATÉ QUANDO?

WILSON DE CARVALHO -


Ligo o rádio, quarta-feira (9/12), e o que ouço na Tupi? Com tantos problemas graves e a mesa redonda do Haroldo de Andrade lamentando novo roubo parcial de um busto de bronze. Desta vez, em Vila Isabel. Será que tem alguém da prefeitura ganhando dinheiro com esses roubos de reparos caros, mais que os ladrões? Superfaturando o custo, por exemplo? No Brasil o povo, em sua maior parte, é mal educado. Ponto. E para que tantos bustos e estátuas? Para faturar? Melhor se preocupar com a reconstrução da cidade, para não falar do extermínio nos hospitais, abandono de prédios históricos como os das estações da Leopoldina e Central do Brasil, ambos de responsabilidade da Supervia, protegida da dupla Cabral-Pezão, entre outros horrores estéticos deste país. O Museu do Índio, a Palácio dos Esportes, estes, mais grave ainda, abandonados.

Tupi, se paute melhor.

EXTERMÍNIO CONTINUA

Hospital Universitário Gaffrée Guinle, na Tijuca, expert, HÁ DÉCADAS, em AIDS e câncer, sob o comando do professor Carlos Alberto Moraes e Sá, perdeu mais de cem leitos. Por conta da crise que só não vale para os ladrões e corruptos destruidores do país. A maioria, de Brasília. Incluindo-se a quadrilha que desviou R$ 48 milhões em fraude de hospitais, só no Rio, segundo a Folha de São Paulo de ontem.

Por quê? ...

A Justiça americana provou que Ricardo Teixeira e Del Nero têm que estar presos. A procuradora geral dos EUA garantiu que em algum dia eles serão presos. Por que a dupla, juntamente com a quase totalidade dos presidentes de federações que recebem muito dinheiro para reelegê-los, não são presos no Brasil? Todos sabemos a resposta. E o futebol do 7 a 1 que se dane.