15.12.15

PESAR PELO FALECIMENTO DO AMIGO E COMPANHEIRO SERGIO PRESIDENTE

Via A Nova Democracia -

Recebemos com tristeza, na tarde desta segunda-feira, a notícia do falecimento do nosso amigo e companheiro Sergio Luiz Santos das Dores, carinhosamente chamado pelos ativistas do movimento popular do Rio de Janeiro como ‘Presidente’.
O Presidente foi um ícone das jornadas de junho de 2013, conseguiu ser querido pelas diferentes organizações políticas. De anarquistas a militantes dos diferentes partidos de esquerda, todos nutriam profundo respeito e admiração por essa figura tão simpática e aguerrida. Homenagem do chargista Latuff.
Já aos 60 anos de idade, Sergio 'Presidente' esteve presente nas principais lutas da Juventude Combatente desde junho de 2013 e, com seu jeito carismático, rapidamente ganhou a simpatia de todas e todos aqueles que lutam por uma sociedade mais justa. Seja nas lutas em defesa da educação, seja na luta em defesa dos presos e perseguidos políticos e em outras lutas em defesa dos direitos do povo, a sua figura, sempre presente, tornou-se um símbolo do ativismo carioca. Sergio também era um amigo do jornal A Nova Democracia e de todos que fazem parte dele.

A Cinelândia, no Centro do Rio de Janeiro, palco de históricas lutas do povo brasileiro, a partir de hoje ficará mais triste sem a presença do nosso amigo!

As manifestações do Rio nunca mais serão as mesmas sem ele.

#ValeuPresidente