28.12.15

SAIBA ONDE 26 BANQUEIROS JÁ FORAM CONDENADOS A PRISÃO PELA CRISE DE 2008. 86% DOS BRASILEIROS QUEREM CASSAÇÃO DE EDUARDO CUNHA

ILUSKA LOPES –


No Brasil, o fato que veremos agora, ainda está muito distante de acontecer, "eles mandam e desmandam" no planejamento da economia nacional, indicam e tiram ministros, são os donos da bola.

Na Islândia, o buraco é realmente bem mais embaixo, insaciáveis banqueiros cumprem penas e são condenados...

Vejam a listinha de BANQUEIROS CONDENADOS que tive acesso através de e-mail que recebi do Instituto João Goulart. Destaque para as condenações do ex-diretor do Kaupþing, Sigurour Einarsson (5 anos de prisão), do ex-CEO da divisão interna do Banco, Ingólfur Helgason (4 anos e meio de prisão) e do diretor da divisão de empréstimos do Banco, Bjarki Diego (2 anos de prisão).

Foi também condenado a 4 anos e meio de prisão um dos principais acionistas do Banco, Ólafur Ólafsson, considerado “um dos mais poderosos “Vikings corporativos” dos anos pré-2008, segundo destaca a Iceland Magazine”.

Outro investidor relevante, Skúli Þorvaldsson, foi condenado a seis meses de prisão.

No Banco Nacional da Islândia foram condenados o ex-CEO Sigurjón Þ. Árnason (3 anos e meio de prisão) e o ex-diretor do departamento de empréstimos corporativos, Elín Sigfúsdóttir (1 ano e meio de prisão).

Há ainda outros responsáveis do Banco condenados a penas menores. E há também outros banqueiros e investidores à espera de sentença.

Em 2012, já tinha sido condenado a 2 anos de prisão o ex-secretário do Ministro das Finanças da Islândia, Baldur Guolaugsson, por abuso de informação.

Nossa independência depende de ações como essa, façamos logo do Brasil uma Islândia, antes que seja tarde!

86% DOS BRASILEIROS QUEREM CASSAÇÃO DE CUNHA

Pesquisa realizada pelo Ibope, entre os dias 5 e 9 de dezembro, constatou que 86% dos brasileiros querem a cassação do presidente da Câmara, Eduardo Cunha. Segue os números: do total de 2002 entrevistados em todo o país, apenas 9% desejam que ele permaneça no cargo; outros 5% não responderam; os que querem Cunha sem mandato superam aqueles que defendem o impeachment da presidente Dilma Rousseff (67%).

Os números do Ibope são mais substanciais do que os divulgados pelo Datafolha no final de novembro, quando 81% apoiavam a saída do peemedebista.

Sendo objetiva: Cunha é investigado pela Operação Lava Jato, acusado de ter recebido US$ 5 milhões de propina; ele mentiu ao Congresso, em depoimento da CPI da Petrobras, alegando que não tinha dinheiro no exterior, razão pela qual é processado no Conselho de Ética da Câmara por quebra de decoro parlamentar; seu afastamento do comando da Câmara já foi pedido pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, ao STF.

Quando veremos esse escroque algemado, quando?