22.1.16

DATENA DESISTE DA ELEIÇÃO. QUAL O PREÇO? GLOBO FATURA R$ 190 MILHÕES COM BBB

Por ALTAMIRO BORGES - Via blog do autor -


Após ganhar os holofotes da mídia e ser assediado por muita gente graúda, o apresentador José Luiz Datena, que comanda o programa sensacionalista "Brasil Urgente" na Band, anunciou nesta semana que desistiu de se candidatar à prefeitura de São Paulo. Posando de desinformado e puro, ele alegou que desconhecia as denúncias de corrupção contra o partido, PP, que lhe cedeu a vaga para a disputa sucessória deste ano. Em seu programa na rádio Bradesco Esportes, que também pertence ao Grupo Bandeirantes, a figura teatral disse que deixará a sigla, a qual se filiou no ano passado. "Não posso permanecer em um partido que tomou mais de R$ 300 milhões da Petrobras". É um santo!

Curiosamente, na semana anterior ele foi procurado pelo tucano Geraldo Alckmin, que o aconselhou a abandonar suas pretensões políticas. A cena foi descrita pelo colunista Ancelmo Gois, do jornal O Globo: "O governador paulista procurou chamar a atenção para os percalços da vida política. Contou a história de um lojista do interior, muito querido na cidade porque no Natal distribuía brinquedos às crianças pobres. Sua vida virou um inferno depois que se aventurou a ser candidato a prefeito da sua cidade: 'Foi chamado de ladrão, sonegador e até de corno, por ter casado com uma mulher bem mais nova'. Datena entendeu o recado".

Será que foi esta historinha que convenceu o apresentador da Band a desistir da candidatura? Famoso por seus comentários reacionários na tevê, José Luiz Datena conhece bem as baixarias nas disputas eleitorais - ele inclusive ajuda sempre a difundi-las. Ou foram as denúncias de corrupção contra o PP que o fizeram recuar do sonho de ser prefeito da maior cidade do país? Esta desculpa também não convence ninguém. Afinal, a legenda criada por Paulo Maluf há muito é acusada de malfeitos. No caso das propinas na Petrobras, o PP é investigado pela midiática Operação Lava-Jato desde o ano passado - antes da filiação do "puro" e "indignado" José Luiz Datena.

A dúvida, portanto, permanece: qual foi o preço para a desistência da sua candidatura? No comando do programa sensacionalista "Brasil Urgente" - que parece ter uma obsessão doentia contra o prefeito Fernando Haddad (PT) -, o apresentador da Band terá influência na definição dos votos de milhões de paulistanos. Ao anunciar que abandonaria o páreo, José Luiz Datena acrescentou; "A situação está tão triste que nem dinheiro para roubar tem mais. Se não tem para roubar, não tem dinheiro para fazer nada. Roubaram tanto que o orçamento da Prefeitura está quebrado". Emblemático!

Globo fatura R$ 190 milhões com BBB

Considerado um "estimulante intelectual" pelo milionário apresentador Pedro Bial, o programa "Big Brother Brasil-16" estreou na noite desta terça-feira (19) com uma das piores audiências da sua longa história de futilidades e baixarias na TV Globo. Segundo o Ibope, o primeiro dia registrou uma média de 24 pontos. O BBB-6, por exemplo, estreou com 44 pontos. A baixa audiência deste ano foi similar ao do reality show de 2015, que quase levou a famiglia Marinho a decretar a morte do programa. Mas pouco importa a qualidade dos programas de tevê - que, pela Constituição, deveriam ter finalidades culturais e educativas. O que vale é o lucro. E, mais uma vez, a TV Globo não tem do que se queixar.

Segundo Daniel Castro, do site especializado "Notícias da TV", a famiglia Marinho embolsou R$ 190 milhões antes mesmo da estreia do BBB-16. "Na semana passada, a emissora vendeu a sexta e última cota de patrocínio do programa. Cada cota foi negociada no mercado por R$ 31,9 milhões, o que resulta em uma receita bruta de R$ 191,4 milhões. Além das cotas de patrocínio, que dão direito a comerciais de 30 segundos nos intervalos e nas chamadas do programa, a Globo negocia ações de merchandising e comerciais avulsos. Calcula-se que, após três meses no ar, o reality show renda à Globo mais de R$ 300 milhões, o que equivale a quase um terço de toda a receita anual do SBT de São Paulo. Isso explica em parte a longevidade do programa, que está indo para sua 16ª edição".

Os patrocinadores do show de horrores deste ano são: Ambev (guaraná Antarctica), cerveja Itaipava, Crefisa, Unilever (Rexona), Walmart (que substitui o Carrefour) e Fiat. Um pacote de merchandising também já foi fechado: a sala de ginástica do reality show exibirá a marca de uma rede de academias, a Smart Fit. Os lucros da famiglia Marinho estão garantidos - o que os manterá na lista dos maiores bilionários do Brasil, segundo o ranking da revista Forbes. O alto cache de Pedro Bial também está assegurado. Já os telespectadores brasileiros terão que conviver com mais uma temporada deste "estimulante intelectual" - que já foi extinto em várias partes do mundo. Que tristeza!