4.1.16

DOIS MILHÕES DE MORADORES DE FAVELAS EXIGEM QUE GOVERNANTES CUMPRAM PROMESSAS EM 2016

ALCYR CAVALCANTI -

Coleta de lixo é um dos muitos problemas.
Os mais de dois milhões de moradores das inúmeras favelas cariocas exigem que governantes cumpram promessas feitas durante as sucessivas campanhas eleitorais. Muito pouca coisa ou quase nada foi feito no ano que passou, problemas continuam os mesmos, ano após ano, apesar da propaganda massiva feita pelos governantes e que vai ser intensificada em breve visando a eleição municipal em outubro. Os sucessivos programas de crescimento e melhorias urbanas, o PAC que teve como continuação o PAC-2, embora muitas obras do PAC-1 sequer tenham saído do papel deixaram uma imensa frustração. No entanto um museu quase ao lado do outro foi feito ao custo de milhões de dólares no centro da cidade, na Praça Mauá.

A situação pré-falimentar em que se encontra o Estado do Rio de Janeiro traz sérias preocupações aos moradores das localidades urbanas que não acreditam que sejam cumpridas nem uma ínfima parte dos projetos que poderiam melhorar suas condições de vida. A eleição de outubro vem aí, novas promessas mirabolantes, que os capangas dos candidatos vão apregoar aos quatro ventos. Dinheiro que não se sabe de onde vai ser tirado será usado para "convencer" eleitores e garantir um acesso na Câmara Municipal, a "Gaiola de Ouro", onde cada representante é pago regiamente, com direito a vários assessores, carro oficial e outras benesses, embora trabalhe somente três dias da semana. Enquanto isso o desemprego cresce, a violência aumenta, apesar das UPPS que não resolveram, nem diminuíram a criminalidade em nosso estado.