29.1.16

JUIZ DIZ QUE PEZÃO FEZ "FARRA" COM GASTOS PÚBLICOS. O POVO PERGUNTA: "CADÊ O DINHEIRO PEZÃO ?"

ALCYR CAVALCANTI -

O juiz Leonardo Ferreira Chaves determinou que o estado pague hoje, 29 de Janeiro, salários dos servidores do Judiciário e no inicio de fevereiro (dias 01 e 02) os vencimentos dos servidores ativos e inativos do Executivo. Para o juiz Leonardo Chaves "houve uma farra com gastos públicos decorrentes do excepcional momento que o estado vivia com a arrecadação dos royalties" em virtude da aparente e momentânea pujança em que vivia o Estado do Rio com a exploração do pré-sal.


Em caso de descumprimento da decisão, o governador Pezão vai ser multado em R$50mil por dia. O Estado do Rio vive uma crise sem precedentes, fruto de administrações desastrosas de seu antecessor e padrinho político Sergio Cabral.  O seu alter ego e seguidor fiel Luiz Fernando Pezão continuou com a mesma política administrativa de Cabral cuja tônica tem sido um descontrole total com o dinheiro público. Com a drástica diminuição de recursos decorrentes da crise do petróleo em escala mundial, e dos escândalos da Petrobras sendo apurados na Operação Lava-Jato o estado gastou muito mais do que podia, e chegou ao fundo do poço, com problemas em todos os setores, principalmente na área da saúde e da segurança. O governador do Estado do Rio disse que não tem dinheiro para pagar aos servidores e disse que vai recorrer e pedir prazo maior para cumprir a decisão. Em dezembro de 2015 o problema foi o mesmo, assim como o discurso de Pezão, que vai empurrando os problemas de um dia para outro à espera de uma solução mágica. A cidade do Rio de Janeiro já vive um clima de carnaval, os problemas na área de segurança e na epidemia de dengue devem superlotar as emergências médicas, que vão necessitar de mais recursos para um atendimento próximo ao ideal.  Enquanto isso os problemas que afligem a população vão aumentando semana após semana, sem previsão de uma solução definitiva.